Tamanho do texto

Para se ter uma ideia, o estudo ainda revela que o valor apurado é equivalente ao PIB da índia e trará emprego para 22 milhões de pessoas

Brasil Econômico

Segundo estudo realizado pela Qualcomm Incorporated e divulgado nesta quarta-feira (18), o 5G deve produzir uma receita de bens e serviços de até US$ 12,3 trilhões, e um PIB global de US$ 3 trilhões. A tecnologia, segundo os pesquisadores,  terá o potencial de gerar até 22 milhões de empregos no mundo.

+10 anos do iPhone: os recursos que criaram o celular mais inovador da história

Tecnologia para geração de padrão sem fio
iStock
Tecnologia para geração de padrão sem fio

O estudo nomeado de 'The 5G Economy' teve como foco principal apurar as opiniões sobre as expectativas da tecnologia 5G, além do seu impacto econômico.  Segundo Steve Mollenkopf, CEO da Qualcomm, um trabalho árduo vem sendo realizado a fim de tornar o 5G uma realidade para o mundo, de modo a superar as fronteiras da evolução de Longo Prazo (da sigla em inglês LTE).

Existe a necessidade pela busca do desenvolvimento do 5G, segundo Mollenkopf, porque essa tecnologia poderá colaborar com líderes da indústria, além de efetuar uma pesquisa crítica por trás da próxima geração de padrão sem fio.

+Cobrança de ISS para Netflix e Spotify é inconstitucional, diz advogada

Consequências

Entre as expectativas práticas do projeto está o impulsionamento da tecnologia móvel para o domínio das tecnologias de propósito geral e entre os exemplos citados no estudo, está à eletricidade e o automóvel. O estudo explica que, à medida que o 5G conduzir a tecnologia móvel, haverá uma conexão entre pessoas e informações a um tecido unificado, o qual conecta pessoas ao todo.

O Dr. Teece assegura que dedicou muito do seu tempo estudando o impacto das tecnologias no geral, e tem claro em sua mente que o 5G será determinante para impulsionar as tecnologias móveis para essa categoria. David Teece conclui que as consequências do desenvolvimento dessa tecnologia se perpetuarão por décadas na sociedade global.

Economia

O estudo comissionado pela Qualcomm Technologies, Inc., - subsidiária da Qualcomm Incorporated – aponta que o ápice dos benefícios da tecnologia 5G acontecerá em 2035. E setores, que vão desde a indústria até a educação e transporte, poderão produzir até US$ 12,3 trilhões por serviços proporcionados pelo 5G.

E, quando se trata do próprio ano de 2035, as expectativas sobre lucro no mundo somam US$ 5,3 trilhões, com mais de 22 milhões de empregos gerados após o desenvolvimento da tecnologia 5G.

+Demanda por pagamento móvel cresce aquecido por novos hábitos de consumo

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.