Tamanho do texto

Aplicativo já conta com mais de um bilhão de usuários ativos diariamente; segundo site, mensageiro deve facilitar comunicação entre marcas e usuários

WhatsApp trabalha em aplicativo para empresas; seção deverá ser disponibilizada para Android, iOS e Windows Phone
Shutterstock
WhatsApp trabalha em aplicativo para empresas; seção deverá ser disponibilizada para Android, iOS e Windows Phone

Em seu balanço do segundo trimestre, o Facebook anunciou que o WhatsApp já conta com mais de um bilhão de usuários ativos. Diariamente, o aplicativo movimenta 55 bilhões de mensagens, sendo 4,5 bilhões de fotos. A maior parcela de usuários do mensageiro está fora dos Estados Unidos. Em maio, mais de 120 milhões de pessoas no Brasil usavam o app para se comunicar. Com números tão expressivos, o próximo passo parece ser a aproximação com empresas.

Leia também: Projeto sofre atraso e Facebook lançará séries originais em agosto, diz site

De acordo com informações do WABetaInfo, site que acompanha as atualizações do WhatsApp , o aplicativo está trabalhando em uma nova versão chamada "Small and Medium Business", que deverá ser liberada para Android , iOS e Windows Phone . É por meio dela que empresas de pequeno e médio porte poderão se comunicar com seus clientes e aproveitar as vantagens de novos recursos que serão implementados em breve.

WhatsApp deverá destacar empresas verificadas e informar se número não estiver entre os contatos
Reprodução
WhatsApp deverá destacar empresas verificadas e informar se número não estiver entre os contatos

Entre as principais vantagens, estão o envio de novidades para os clientes por meio de mensagens e Status , além do acesso simplificado a estatísticas que mostram se a comunicação entre os usuários está sendo bem-sucedida. A nova área do aplicativo informará, por exemplo, quantas mensagens foram enviadas ao todo e quantas realmente foram recebidas.

Leia também: Conheça o Moto Snap que fará seu celular gravar vídeos em 360 graus

Assim, um banco pode comunicar uma movimentação suspeita na conta de seu cliente e uma companhia aérea pode enviar notificações sobre horários de voos, por exemplo. Para controlar o uso das empresas, a ferramenta contará com Termos de Uso e Política de Privacidade próprios. Além disso, o app dará preferência para as empresas verificadas, isto é, que contarem com um selo semelhante ao do Facebook.

Para se tornarem verificadas, as empresas deverão exibir seu nome real, que não poderá ser modificado para não confundir os usuários. Além disso, são necessárias informações de contato, como site e e-mail para facilitar a comunicação por outros meios, caso necessário. Assim como os usuários padrão, os negócios de pequno e médio porte ainda poderão usar uma imagem de identificação, mas, neste caso, a inclusão é opcional.

Como lembra o site "Ubergizmo", o WhatsApp não confirma a estratégia de oferecer uma versão do aplicativo para empresas. No entanto, lembra que há pouco mais de dois anos, o Facebook, proprietário do mensageiro, indicou que este seria o caminho pelo qual o serviço seria monetizado.

Leia também: Galaxy S8+ ganha versão com mais espaço de armazenamento e memória RAM

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.