Tamanho do texto

Pesquisa da PSafe aponta que links de campanha já receberam mais de 20 mil acessos; golpe inscreve vítima em serviços pagos ou instala app malicioso

Um novo golpe compartilhado pelo WhatsApp divulga uma falsa promoção que oferece internet grátis em troca dos dados das vítimas. De acordo com a PSafe , empresa de segurança e performance mobile, os cibercriminosos enviam um link com a falsa promessa de pacote de dados móveis para diversas empresas de telefonia para aumentar a credibilidade. A campanha maliciosa já recebeu mais de 20 mil acessos até a publicação desta matéria.

Leia também: Conheça cinco aplicativos que vão ajudar quem pretende morar sozinho

Quando o link enviado pelo WhatsApp  é aberto, a página pede a criação de um cadastro com nome, número de celular e operadora. Em seguida, os cibercriminosos induzem a vítima a compartilhar o falso benefício com dez amigos. Ao realizar o compartilhamento, o site faz dois direcionamentos. Um sugere a inclusão do número de telefone pela segunda vez em um serviço de SMS pago que efetua cobranças indevidas. O outro é para baixar um aplicativo falso que pode infectar o aparelho e deixá-lo vulnerável para outros tipos de ataque.

Golpe no WhatsApp inclui links específicos para cada operadora; vítima precisa compartilhar mensagem com dez pessoas
Reprodução
Golpe no WhatsApp inclui links específicos para cada operadora; vítima precisa compartilhar mensagem com dez pessoas

Leia também: Com nova identidade visual, YouTube anuncia lançamento de recursos; confira

Para que você não se torne vítima deste tipo de ataque, o gerente de segurança da PSafe, Emilio Simoni, reforça a necessidade de contar com uma proteção antiphishing. "É importante que o usuário tenha um comportamento preventivo na internet, desconfiando de links recebidos via redes sociais e chats, mesmo de conhecidos", afirma o especialista.

Como se proteger

Assim como em diversos golpes dentro do aplicativo de mensagens, o vírus não se instala em seu dispositivo apenas ao receber a mensagem, pois os usuários não utilizam arquivos executáveis que poderiam ser instalados no aparelho de forma automática. O risco só existe se as informações pessoais, como o número do telefone, por exemplo, forem inseridas na página. Ao mesmo tempo, o risco aumenta se você compartilhar o link com outras pessoas.

Leia também: Saiba tudo sobre Quantum V e Sky, novas opções de smartphones intermediários

Se este é o seu caso, entre em contato com quem recebeu a mensagem e informe que se trata de um golpe. A ideia é evitar que a mensagem continue sendo compartilhada dentro do WhatsApp. Caso você tenha preenchido algum formulário, entre em contato com sua operadora de telefonia para verificar se você está cadastrado em algum pacote de mensagens pago. Por fim, verifique se algum aplicativo desconhecido foi instalado em seu aparelho e desinstale-o.

    Leia tudo sobre: Aplicativo
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.