Tamanho do texto

Os clientes americanos terão que pagar taxas relativas a distância que o motorista percorreu para buscar o passageiro; ainda não há informações se a mudança chegará ao Brasil

Brasil Econômico

O preço do Uber está sendo atualizado nos Estados Unidos, o aumento visa beneficiar os colaboradores que precisam percorrer grandes distâncias para buscar um passageiro. A tarifa extra passará a ser cobrada caso o motorista precise levar mais de 11 minutos para chegar no ponto de embarque. As mudanças foram anunciadas pela empresa nesta terça-feira (14), na página do "180 days of change", um programa iniciado em Junho que visa melhorar a experiência dos motoristas na plataforma.

O programa
Reprodução
O programa "180 days of change" (em português, 180 dias de mudança) é uma série de mudanças no preço do Uber que visam beneficiar os motoristas.











Leia mais:  Compare preços da 99, Uber, Easy e Cabify em um único aplicativo, veja

Até então, a forma de cálculo do preço do Uber  era feita com base na distância para o destino, o tempo da viagem e a demanda atual de motoristas na cidade, não considerando o trajeto feito antes do passageiro entrar no carro. Desse modo, o valor das despesas - como o combustível consumido para chegar no local -, acabavam sendo custeadas inteiramente pelo motorista. 

Como vai funcionar a nova taxa?

Segundo o portal de notícias americano The Verge, motoristas informaram para a equipe do Uber que algumas viagens "eram quase como uma aposta, especialmente aquelas que só duravam alguns quarteirões". Nesses casos, o prejuízo sofrido para chegar até o passageiro não era compensado durante a viagem propriamente dita. Com as mudanças, os motoristas não terão esse prejuízo. 

Um exemplo dado pelo Uber seria de uma cobrança adicional de 5,77 dólares (18 reais) por um percurso 4,2 milhas (6 quilômetros) que foi feito em 11 minutos pelo motorista. Segundo a empresa, o valor máximo dessas cobranças extras é de 20 dólares (cerca de 60 reais). Os preços serão pré-determinados pelo algoritmo do aplicativo, que irá deduzir o tempo que o motorista irá demorar para chegar até o usuário. Também serão coletados dados para determinar se o cliente realmente está em um lugar com poucos motoristas, nesses casos as taxas serão reduzidas.

A nova taxa poderá se consultada pela nota fiscal da corrida - recebida pelo email.
Reprodução
A nova taxa poderá se consultada pela nota fiscal da corrida - recebida pelo email.


As políticas de cancelamento de viagens serão atualizadas para abranger a nova taxa - considerando o tempo e distância percorrida pelo motorista. Segundo o Uber, isso vai beneficiar tanto motoristas quanto passageiros. Os passageiros que estão esperando um carro que não está se movendo vão pagar menos em taxas de cancelamento, já os motoristas que tiveram suas viagens canceladas serão melhor recompensados.

Leia mais:  Nova ameaça internacional, vírus Bad Rabbit bloqueia arquivos e exige pagamentos

Preços no Brasil

As mudanças  no preço do Uber serão implementadas nos Estados Unidos em Dezembro. O escritório da empresa no Brasil foi contatado, mas não se manifestou a respeito. Por isso tudo indica que, pelo menos por enquanto, os critérios continuaram iguais ao que os clientes estão acostumados. Porém a possibilidade da taxa adicional começar a valer no Brasil futuramente não pode ser descartada. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.