Tamanho do texto

Segundo a McAfee, é necessário que a empresa tenha uma equipe especializada na detecção e na prevenção de ataques de hackers; entenda

Cibercrime: veja 10 dicas para colocar os dados e os sistemas de sua empresa em segurança
Reprodução
Cibercrime: veja 10 dicas para colocar os dados e os sistemas de sua empresa em segurança


Os constantes ataques de hackers têm mostrados às empresas que o tempo é uma vantagem para o cibercrime. Porém, saber analisar o tempo que o usuário transita em uma plataforma e analisar como esses criminosos agem pode ajudar empresas a impedir que novos ataques ocorram.

Leia também: Aprenda a bloquear chamadas indesejadas do seu celular Android

Uma das dicas para impedir o crime virtual , segundo a McAfee, é adicionar velocidade e inteligência para a detecção e resolução desses incidentes. Para ajudar as empresas que sofrem constantes ataques de hackers, a empresa especializada em soluções em segurança, listou 10 medidas que ajudam a impedir a proliferação do cibercrime . Confira:

1-      Integração de sistemas

Ter sistemas de segurança integrados faz toda a diferença na prevenção de ataques de hackers. Segundo e empresa de tecnologia especializada em segurança, ter sistemas de detecção e resposta integrados é a primeira medida a ser adotada pelas empresas, assim é possível identificar e impedir que o ataque consiga roubar dados.

2. Saiba tudo sobre o ambiente

Quando o sistema de uma empresa é atacado, não adianta desespero, já que a equipe de segurança levará tempo para determinar qual o real impacto do ataque e o seu alcance. Subestimar o número de servidores em operação, aplicativos e demais dispositivos gera essa demora. “Ao implementar o gerenciamento centralizado de segurança é possível obter a visibilidade e o monitoramento necessário”, explica a empresa.  

3. Olho nos dados

Detectar o mais rápido possível a atividade anormal é essencial durante o ataque. Porém, se a empresa não tem monitoramento eficaz dos dados das redes e dos usuários, isso pode ser considerado um grande problema. A dica da McAfee é implantar uma solução de monitoramento contínuo, sistema esse capaz de detectar de forma automática qualquer anormalidade.

4. Conheça os ataques

Manter-se informado sobre os ataques e como eles foram feitos pelos hackers ajuda na criação de medidas de segurança dentro das corporações. “Comece com a coleta e a integração de inteligência de ameaças dentro da organização e expanda para o compartilhamento com toda a indústria”.

Leia também: Atualização do iOS11 faz iPhone apresentar problemas no teclado; entenda

5. Priorize os ativos, eventos e ações

Fazer uma triagem dos locais com maior possibilidade de ataque ajuda a equipe de segurança em momentos de crise. “É preciso conhecer seus recursos mais críticos, saber quando soar alarmes e ter fluxos de trabalho de investigação previamente estruturados e comunicações multifuncionais já estabelecidas”.

6. Prática leva a perfeição 

Poucas empresas treinam para se tornarem mais ágeis durante os ciberataques. Segundo a empresa especializada em segurança, esses treinamentos são capazes de identificar lacunas nos sistemas de defesa de uma empresa e aperfeiçoá-los antes que eles aconteçam. A dica neste caso é: executar exercícios de forma regular para melhorar os tempos de resposta; simular infrações, realizar exercícios ou contratar uma empresa que realize testes de penetração para simular um ataque de fora da companhia.

7. Tenha um “homem-máquina”

“A automação não irá substituir funcionários altamente treinados, e sim os tornará mais efetivos”.

8. Proatividade

Ser proativo garantirá sucesso em todas as dicas já mencionadas. Com a iniciativa de entender o ambiente, é possível estar sempre atento a sinais de alerta e evitar que o ataque ocorra.

9. Controle acessos

Mais rigidez ajuda a impedir os ataques, especialmente, quando a operação exige muitos envolvidos e acessos durante o trabalho. “Certificar-se de que todas as entidades conectadas ao ambiente de rede, sem exceção, aderiram às políticas de segurança, ajuda nesse controle”.

10. Crie um loop de feedback

Por último e tão importante quanto às outras dicas, é indispensável que a empresa torne seus sistemas de detecção e resposta mais rápidos e inteligentes em cada possível ou efetivo cibercrime, finaliza a empresa especializada em segurança virtual .

Leia também: YouTube reduz qualidade máxima dos vídeos reproduzidos em dispositivos móveis

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.