Tamanho do texto

Testes foram realizados em alturas de 1 e 2 metros, os resultados mostraram danos na tela, no FaceID e no display do dispositivo

Brasil Econômico

A nova tela do iPhone X chamou bastante atenção do mercado de dispositivos móveis. Usando a tecnologia OLED (capaz de reproduzir uma gama maior de cores) e ocupando completamente a parte frontal do dispositivo, o display conseguiu a façanha de ser considerado um dos melhores entre os smartphones. Ele conquistou a nota A+ no teste do portal de crítica especializada DisplayMate, ultrapassando seu rival, o Galaxy Note 8.  

Leia mais:  Ele já foi a invenção do ano: confira 10 curiosidades do iPhone

A tela do Iphone X quebra mais fácil do que o esperado
Reprodução/ SquareTrade
A tela do Iphone X quebra mais fácil do que o esperado

Porém o tamanho da tela do iPhone X, representou também uma grande preocupação por parte dos consumidores que questionaram a facilidade de quebra. Em seu site, a Apple afirmou que o dispositivo era construído com um dos vidros mais resistentes já usados em um smartphone, contando inclusive com uma moldura de  "aço inoxidável de qualidade cirúrgica" . Entretanto, uma série de testes realizados pelos portais norte-americanos de crítica especializada CNET e SquareTrade  revelaram a fragilidade do aparelho. 

Os resultados dos testes

Nos testes realizados pela CNET, o iPhone X foi derrubado inclinado de uma altura de apenas um metro. Isso foi o bastante para que rachaduras fossem apresentadas em seus cantos logo na primeira tentativa. Outro teste - com a mesma altura -, foi realizado com o display do smartphone voltado para o chão. O dispositivo também apresentou fraturas, dessa vez na tela. Os danos foram apenas estéticos, não comprometendo a funcionalidade do display ou a precisão do touchscreen.

A tela do iPhone X apresentou fraturas em uma queda de apenas 1 metro.
Reprodução/ Cnet
A tela do iPhone X apresentou fraturas em uma queda de apenas 1 metro.













Veja também:  Engenheiro da Apple é demitido após a filha postar um vídeo com o iPhone X

Por outro lado, os testes realizados pela SquareTrade revelaram danos funcionais ao dispositivo. Em uma queda de 2 metros com a tela virada para o chão, o iPhone X apresentou problemas no FaceID (identificação de face), perda de vidro e mal funcionamento na tela OLED do aparelho. Quando o mesmo teste foi realizado com a parte traseira do dispositivo, o dano se resumiu a rachaduras no vidro do aparelho. 

Uma queda de 2 metros conseguiu danificar bastante a superfície traseira do iPhone X.
Reprodução/ SquareTrade
Uma queda de 2 metros conseguiu danificar bastante a superfície traseira do iPhone X.














Também foi realizado o teste de chacoalho, no qual o telefone é colocado dentro de um dispositivo, semelhante a uma máquina de lavar, que reproduz múltiplas quedas por 60 segundos. O resultado mostrou que o comando "deslizar para desbloquear" não estava mais funcionando, além do dispositivo apresentar inúmeras fraturas no vidro. 

Leia mais:  Atualização do iOS11 faz iPhone apresentar problemas no teclado; entenda

Os resultados deixaram claro a necessidade do uso de acessórios de proteção, principalmente na tela do Iphone X. Além disso, é importante considerar os testes antes de adquirir o aparelho, tendo em vista que o reparo pode custar até R$ 1.600,00 em casos extremos.  

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.