Tamanho do texto

Dispositivo registrado em patente indica como um traje ficaria no ambiente que você visitará; ideia é ajudar usuários a tomarem as melhores decisões

Patente de espelho virtual da Amazon prevê o uso de câmeras, projetores e telas para fazer
Reprodução
Patente de espelho virtual da Amazon prevê o uso de câmeras, projetores e telas para fazer "sobreposição digital"

Em breve, experimentar uma roupa nova poderá ser mais simples do que você imagina. Com a nova patente registrada pela Amazon, será possível usar um "espelho virtual" que indica como um determinado traje ficaria no ambiente que você pretende visitar, desde uma reunião do trabalho até a praia. Segundo o projeto, o dispositivo funcionaria com realidade aumentada, que simularia tanto o cenário como a roupa utilizada.

Leia também: Apple afirma que falha de segurança em processadores também atinge iPhones

A patente da Amazon ajudaria cada usuário a tomar as melhores decisões antes de concluir uma compra na internet, já que seria possível "experimentar" as roupas antes da pagar por elas. Registrado em 2 de janeiro, o documento prevê um sistema de câmeras, projetores, telas, espelhos e luzes responsáveis por fazer uma "sobreposição digital" das imagens virtuais de quem usa o espelho.

Leia também: Moto Z2 Force é celular poderoso, mas tem câmera que não surpreende

Como lembra o site Engadget , a estratégia da empresa faz todo o sentido, visto que, nos últimos meses, diversos investimentos indicaram o objetivo de se posicionar no setor de moda. Em julho do ano passado, a companhia lançou uma marca voltada exclusivamente para roupas e bolsas femininas. Pouco tempo antes, em março, o aplicativo da empresa ganhou um recurso para dar dicas de modas aos usuários.

Com ele, os usuários podem registrar suas roupas e receber tendências baseadas no seu estilo. Ainda em 2017, a Amazon também apresentou o Echo Look, versão do assistente virtual que se popularizou nos últimos anos. Sua diferença é a presença de uma câmera que oferece um "estilista pessoal" para os usuários se prepararem para seus compromissos.

Leia também: Seu computador tem processador Intel? Ele pode ter uma grave falha de segurança

Além disso, em outubro do ano passado, a Amazon adquiriu a BodyLabs, empresa especializada em inteligência e computação gráfica que recria versões tridimensionais das pessas com objetivo lúdico ou para provar roupas. O negócio foi avaliado em, ao menos US$ 50 milhões (cerca de R$ 161 milhões). Vale lembrar que o registro da patente não garante que a empresa criará o produto, mas é um indicativo dos planos da empresa.

* Com informações da Agência Brasil.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.