Tamanho do texto

O app é "uma carteira digital" que viabiliza o pagamento de compras em lojas físicas somente com a aproximação do iPhone nas maquininhas de cartão

Brasil Econômico

Lançado em 2014 nos Estados Unidos, Apple Pay  concorre diretamente com o Android Pay e Samsung Pay
Divulgação
Lançado em 2014 nos Estados Unidos, Apple Pay concorre diretamente com o Android Pay e Samsung Pay

Usuários brasileiros do iOS poderão utilizar, em breve, o serviço Apple Pay. O anúncio foi feito pelo presidente-executivo, Tim Cook, na última quinta-feira (1º) durante a conferência dos resultados da empresa em 2017.

Leia também: Baixa demanda pelo iPhone X pode fazer Apple cancelar produção do aparelho

O Apple Pay funciona como uma "carteira digital" que viabiliza o pagamento de compras em lojas físicas somente com a aproximação do iPhone nas maquininhas de cartão, que leem o dispositivo como um tradicional, emitido pelo banco. De acordo com Cook, a Apple está muito otimista com o lançamento do serviço no Brasil e revelou que o serviço mais que triplicou em relação ao mesmo período do ano anterior.

O serviço que concorre diretamente com o Android Pay e Samsung Pay foi lançado em 2014, nos Estados Unidos, mas países como China, França e Canadá também já contam com a possibilidade de pagamento que vem sendo implantada gradativamente pelo mundo.

Leia também: Procura vagas de emprego? Conheça nova experiência de busca do Google

Segurança

De acordo com o site da empresa, o Apple Pay é uma maneira eficaz e segura de pagar, uma vez que o serviço cria um número específico para o seu iOS e um código de transação único. “Desse jeito, os dados do seu cartão não são armazenados no dispositivo ou nos servidores da Apple, nem são compartilhados com as lojas”, aponta.

Redução de velocidade

Após as polêmicas envolvendo a redução de capacidade de processamento dos aparelhos, Tim Cook falou que na próxima atualização do sistema operacional , a empresa enviará um aviso de que está reduzindo o desemprenho do dispositivo e, que caso o usuário não queira manter a opção, basta desativá-la com um simples toque na tela.

Leia também: Cansou de fotos de "bom dia" no WhatsApp? Aplicativo do Google poderá te ajudar

Apesar da Apple enfatizar que essas medidas não são tomadas para incentivar a compra de modelos mais recentes, um grande número de internautas se sentiu lesado pela falta de transparência da empresa e processou a companhia. Vale destacar que apenas os iPhones nas versões 6s e superiores têm suporte para o Apple Pay.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.