Tamanho do texto

Segundo fontes não identificadas, a empresa trabalha no display composto por milhões de LEDs microscópicos; a tecnologia em desenvolvimento pode tornar as próximas telas mais finas, brilhantes e econômicas; confira

Brasil Econômico

No final de 2017, os engenheiros da Apple conseguiram fabricar telas MicroLED para o Apple Watches
shutterstock
No final de 2017, os engenheiros da Apple conseguiram fabricar telas MicroLED para o Apple Watches

Embora a competição entre a Apple e a Samsung seja uma das mais acirradas do mundo da tecnologia, a empresa sul-coreana é uma das principais fornecedoras de tela para a dona do iPhone. Entretanto, essa aliança entre as concorrentes pode estar “próxima” do fim. De acordo com uma matéria publicada no portal internacional  Bloomberg , a Apple está projetando e produzindo displays próprios pela primeira vez.

Leia também: Samsung lança Galaxy J2 Pro como opção entre celulares básicos

De acordo com as fontes ligadas ao projeto, que não quiseram se identificar, os consumidores terão que esperar alguns anos para ver os resultados da Apple. A empresa está trabalhando em telas MicroLED , um display composto por milhões de LEDs microscópicos, o que torna a produção muito mais complexa do que a das telas OLED. Mas, a vantagem da tecnologia em desenvolvimento pela Apple pode tornar as próximas telas mais finas, brilhantes e econômicas.

Impacto no mercado

Ter em mãos o poder de criação do próprio display pode trazer impactos consideráveis do mercado dos fornecedores de tela, que hoje conta com nomes como o da Japan Display, Sharp Corp., da LG Display Co. – responsável pela tela do Apple Watch - e da já mencionada Samsung. Afinal, além de produzir para si mesma, a Apple também pode vender para terceiros a tecnologia.

Leia também: Motorola poderá lançar visor de realidade virtual para celulares Moto Z

Aparentemente, as fontes não estão 100% confiantes com o projeto, já que a produção em massa das telas deve exigir novos equipamentos de fabricação, além de grandes custos e da superação de difíceis obstáculos que podem levar a empresa a abandonar o projeto.

No final de 2017, os engenheiros da Apple conseguiram, pela primeira vez, fabricar telas MicroLED para o Apple Watches, mas, quando o assunto é mercado, as fontes disseram que a intenção da empresa é tornar a tecnologia disponível primeiramente nos notebooks da marca. Em relação aos iPhones, o dispositivo mais popular da marca, é muito improvável que as telas de MicroLED cheguem aos smartphones em menos de cinco anos.

Leia também: iMac Pro começa a ser vendido no Brasil e versão básica sai por R$ 38 mil

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.