Tamanho do texto

Empresa teria descoberto erro que armazenava senhas não ocultas dos seus usuários. Não há indício de invasão ou vazamento, mas pedido causou pânico

Twitter pede para que seus usuários troquem de senha
shutterstock
Twitter pede para que seus usuários troquem de senha "por precaução" após descobrir erro interno que armazenava as informações indevidamente


O Twitter divulgou um comunicado nesta quinta-feira (3) no qual pede para que seus mais de 330 milhões de usuários troquem de senha na rede social e nos demais serviços conectados com o aplicativo. Segundo o tweet da companhia, a medida seria apenas "por precaução".

Leia também: Twitter admite que vendeu dados a pesquisador ligado ao escândalo do Facebook

Ainda segundo o anúncio da empresa, a falha já foi corrigida e uma investigação interna apontou que não havia indícios de que as senhas possam ter sido roubadas ou usadas de forma indevida por funcionário internos ou mesmo por terceiros. No entanto, o Twitter decidiu compartilhar a descoberta com os usuários e orientá-los a considerarem mudar de senha.



A empresa não informou quantas pessoas teriam sido atingidos por esse  bug e por isso o comunicado se dirigia a todos os usuários donos de uma conta no Twitter. Uma fonte interna ouvida pela Reuters , porém, apontou que o número é "substancial" e que os logins ficaram expostos por "vários meses".

Sendo assim, a preocupação mostra-se justa já que alguém que teve acesso a essas informações poderia estar guardando esses dados para utilização em futuros momentos oportunos ou simplesmente utilizando-se desse acesso para uma atividade ainda não detectada pelos proprietários ou considerada normal pela empresa.

Nesse sentido, é aconselhável que os usuários que costumam usar a mesma senha no Twitter e em outras redes sociais ou aplicativos também troquem suas senhas nessas outras plataformas. Isso porque um possível hacker poderia usar a mesma senha para tentar acessar contas da mesma pessoa em outros lugares.

Leia também: Twitter passa por instabilidade que afeta serviços ligados ao microblog

O Twitter ainda comunicou que há falha foi descoberta há algumas semanas e que teria sido reportada para entidades reguladoras nos Estados Unidos. O problema estaria relacionada a uma tecnologia chamada de "hashing" que "camufla" a senha verdadeira do usuário trocando seus algarismos e letras. Essa tecnologia, porém, teria falhado fazendo com que as senhas fossem salvas no sistema antes do processo de camuflagem ser concluído.

"Nós mesmos encontramos esse erro, removemos as senhas e estamos implementando planos que impeçam que esse bug ocorra novamente. Sentimos muito que isso tenha ocorrido", disse a rede social no seu blog oficial.

Inferno astral tecnológico

A descoberta acontece num momento inoportuno para o Twitter. Após o vazamento de dados para usos indevidos de 87 milhões de usuários do Facebook , as empresas de tecnologia foram colocadas no centro dos holofotes e uma grande discussão sobre segurança de dados e políticas de preservação de privacidade ganhou espaço no mundo inteiro.

Até o fim do mês, por exemplo, uma nova medida de segurança deve entrar em vigor em toda União Europeia. Essa política já está obrigando que as empresas façam mudanças internas, algumas delas de impacto global, como a Uber, outras de impacto regional, como o WhatsApp.

Leia também: Facebook envia mensagem às vítimas de vazamento de dados nesta segunda-feira

Por sua vez, o próprio Twitter anunciou recentemente uma atualização na sua política de segurança e também esteve envolvido em dois episódios recentes: um no qual passou por  uma instabilidade no acesso à plataforma que afetou serviços ligados ao microblog  e outra na qual admitiu ter vendido dados para o mesmo pesquisador responsável pela vazamento do Facebook .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.