Tamanho do texto

Kevin Systrom deixou claro que o IGTV apenas abrigará vídeos verticais. “Foi construído para o modo como você realmente usa seu telefone, portanto, os vídeos serão em tela cheia e vertical”; confira mais detalhes sobre o novo app

Brasil Econômico

IGTV do Instagram deve ser lançado globalmente nas próximas semanas tanto na versão Android quanto iOS
Divulgação/Instagram
IGTV do Instagram deve ser lançado globalmente nas próximas semanas tanto na versão Android quanto iOS

No começo do mês de junho, o jornal  The Wall Street Journal publicou uma matéria falando sobre os planos do Instagram de permitir que seus usuários postem vídeos com até uma hora de duração, aproximando assim, essa rede social do YouTube. Na época, a empresa responsável pelo aplicativo não falou comentou o assunto.

Leia também: Golpe disseminado nas redes sociais promete óculos Ray-Ban com 90% de desconto

Mas, nessa quarta-feira (20), o Instagram confirmou o “boato” em um evento que aconteceu na cidade de São Francisco, nos Estados Unidos, lançando o aplicativo IGTV. Com a plataforma, o usuário poderá assistir a longos vídeos produzidos pela própria comunidade do app, que atualmente está em um bilhão de pessoas.

De acordo com o anúncio, embora o IGTV seja um aplicativo independente, a plataforma poderá ser acessada na rede social por meio de um ícone dentro da tela inicial, acima do Stories.

Como funcionará o IGTV do Instagram?

Ícone do IGTV estará dentro da tela inicial, acima do Stories
Divulgação
Ícone do IGTV estará dentro da tela inicial, acima do Stories

Não há dúvidas de que o YouTube revolucionou a ideia de “produtor de conteúdo”. A partir da plataforma lançada em 2005, pessoas comuns puderam compartilhar com o mundo seus vídeos. E com o IGTV não será diferente, qualquer pessoa poderá fazer upload no aplicativo, basta que tenha um perfil na rede social.

Leia também: Facebook e Google são denunciadas por violarem nova lei de proteção de dados

Conforme explicou o CEO Kevin Systrom, usuários poderão “subir” vídeos no IGTV por meio do app ou pela versão web do Instagram. Ele destacou também que os criadores de conteúdo que desejarem poderão optar pela resolução de imagem em até 4K.

Ainda em relação à imagem, o CEO deixou claro que o IGTV apenas abrigará vídeos verticais. “Ele [app] foi construído para o modo como você realmente usa seu telefone, portanto, os vídeos serão em tela cheia e vertical”, detalhou ao explicar uma das razões pelas quais a plataforma é diferente.

IGTV começará a executar o conteúdo assim que o usuário abrir o aplicativo
Divugação/Instagram
IGTV começará a executar o conteúdo assim que o usuário abrir o aplicativo

Assim como seu principal concorrente, o YouTube, os usuários receberão notificações de novos conteúdos postados no aplicativo. Além disso, os criadores de conteúdo poderão desenvolver canais na plataforma, mas, como explica o CEO, os canais são os perfis de cada criador presente na plataforma. Vale destacar que os criadores de conteúdo também terão a sua disposição um espaço de “descrição de vídeos” para que coloquem links e informações que acharem relevantes.

Leia também: WhatsApp ganhará figurinhas 'fofas' em breve; confira alguns desses stickers

Uma diferença em relação ao YouTube é que o IGTV começará a executar o conteúdo assim que o usuário abrir o aplicativo. “Você não precisará pesquisar para assistir ao conteúdo das pessoas que você já segue no Instagram, é como ligar a TV”, comparou o CEO.

Nada de publicidade

IGTV também terá uma ferramenta para fazer transmissões ao vivo como o concorrente
Divulgação/Instagram
IGTV também terá uma ferramenta para fazer transmissões ao vivo como o concorrente

Embora o YouTube receba diversas críticas sobre sua política de monetização, ainda assim a plataforma é responsável pela receita – ou parte dela – de algumas pessoas que se consolidaram na internet.

Em relação à possibilidade de monetizar os produtores de conteúdo, Mike Krieger, também cofundador do Instagram , disse que, de imediato, o IGTV não vai financiar as pessoas que subirem vídeos na plataforma, mas que isso será revisto em breve. Ele detalhou que é provável que a plataforma abrigue publicidade, mas que essa medida não será usada de imediato.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.