Tamanho do texto

O "Which?", órgão de defesa ao consumidor independente do Reino Unido, testou a bateria do iPhone em 9 modelos diferentes e constatou o resultado

A bateria do iPhone que você segura em suas mãos, ou que planeja comprar para substituir seu celular atual, pode durar até 8 horas a menos do que a Apple afirmou em suas campanhas.

Leia também: 7 coisas que seu celular pode fazer e você não sabia

iPhone com o mostrador de carga aceso na tela
Reprodução
Segundo o estudo conduzido pelo Which?, a bateria do iPhone pode durar entre 2 e 8 horas a menos do que deveria

Ao menos é isso que indicam os testes de bateria do iPhone conduzidos pelo Which? , órgão independente de defesa ao consumidor do Reino Unido que conta com mais de 1,3 milhões de colaboradores.

Depois de testar 9 modelos diferentes do celular Apple , o Which? concluiu que a duração das baterias informada pela companhia era entre 18% e 51% maior do que a vida útil real de cada carregamento.

O pior resultado, segundo o órgão, foi o do smartphone iPhone XR, cuja bateria durou apenas 16h32min, quando deveria durar 25h.

"Claramente existem questões a serem levantadas aqui sobre quanto as baterias de alguns aparelhos durarão, então é importante que as pessoas procurem por fontes de informação independentes e confiáveis quando forem comprar seus smartphones", observou Natalie Hitchins, gerente de produtos e serviços domésticos do Which?.

O órgão afirmou que utilizou apenas aparelhos novos em seus testes, que consistiam em dar a carga completa no celular Apple (e em quaisquer outros) e cronometrar quanto tempo a bateria dura enquanto são feitas várias ligações e atividades com o celular ligado.

O mesmo teste foi realizado com aparelhos de marcas como Samsung, HTC, Nokia e Sony, mas apenas a segunda marca teve resultados tão negativos quanto os celulares da companhia americana.

Leia também: Qual a melhor maneira de economizar a bateria do celular?

A resposta da Apple sobre a duração da bateria do iPhone

Homem segurando um iPhone X
Divulgação
O pior resultado foi o do iPhone XR, um dos mais novos celular Apple no mercado e irmão do iPhone X

Em resposta ao estudo, a Apple rebateu as acusações feitas pelo órgão de defesa ao consumidor britânico.

Leia também: Saiba como encontrar um celular perdido ou roubado

"Nós testamos nossos produtos rigorosamente e reafirmamos nosso posicionamento sobre a duração da bateria do iPhone. Com hardware e software profundamente integrados, o iPhone é desenvolvido para gerenciar o uso da bateria com inteligência e otimizar a duração da bateria", reiterou a companhia.