A Samsung SDS e a Duality Technologies reuniram líderes de pesquisa e indústria de Inteligência Artificial (IA) no campus da Microsoft, em Redmond, para debater o avanço de padrões para criptografia homomórfica (HE).

Leia também: Bolsonaro diz que reforma tributária deve se tratar apenas de impostos federais

samsung
Shuttersock
Samsung e demais empresas discutiram o destino dos padrões para criptografia homomórfica

A reunião teve como objetivo expandir os padrões definidos em reuniões anteriores da comunidade de padronização da ES, composta por especialistas que representam a indústria, o meio acadêmico e o governo. O encontro trouxe oportunidades para aplicações em blockchain, já que a tecnologia de contabilidade distribuída (DLT) vem sendo considerada essencial para a ‘construção’ de um big data global distribuído e impulsionado por Internet das Coisas (IoT)

O HE permite cálculos, incluindo aprendizado de máquina e análise de IA, em dados criptografados, viabilizando a obtenção de informações valiosas por parte de cientistas, pesquisadores e empresas de dados, sem necessidade de descriptografar ou expor os dados. Isso é fundamental para ocasiões em que os dados confidenciais são usados ​​em colaborações – por exemplo, na colaboração que preserva a privacidade entre vários centros de saúde e de pesquisa ou na cooperação interbancária em investigações de crimes financeiros.

Como resultado do debate, esquemas e protocolos adicionais foram incluídos entre os padrões de HE , estabelecendo as bases para um ecossistema amplo e interoperável de computação segura.

O uso de blockchain vem sendo constantemente debatido entre os líderes da tecnologia que vêm apontando como a cadeia de blocos pode fornecer um layer de segurança para o compartilhamento das informações na ‘rede global’, porém, o desafio principal ainda continua sendo a escalabilidade.

“A criptografia homomórfica está acima do limiar da adoção no mercado. Dado que várias soluções de HE estão sendo oferecidas – algumas baseadas em bibliotecas de código aberto e outras em protocolos proprietários – padrões claros e robustos da indústria são críticos para a confiança do cliente e a adoção de soluções usando essa avançada tecnologia de aprimoramento da privacidade”, disse Kurt Rohloff, cofundador e diretor de tecnologia da Duality.

Organismos internacionais de padronização, como a União Internacional de Telecomunicações (ITU-T) e representantes do governo dos EUA, estavam entre os participantes das sessões de trabalho. As decisões tomadas ajudarão a facilitar o caminho para uma maior integração do ES nos padrões internacionais de segurança. As próximas reuniões de padronização serão organizadas pela UN / ITU-T e pelo Instituto Federal Suíço de Tecnologia (EPFL) em Genebra e pela Samsung SDS na Coréia do Sul.

Leia também: De motel a cerveja - veja as promoções preparadas para o Carnaval 2020

“Acreditamos que esta reunião de padronização desempenhará um papel fundamental na criação de tecnologias de criptografia homomórfica comercialmente aplicáveis, em meio ao aumento da demanda no setor comercial, para lidar com as mais recentes informações sobre tecnologias e regulamentações de privacidade aprimorada”, destacou Dr. Cho Jihoon , Líder do Centro de Pesquisa de Segurança da Samsung SDS.

    Veja Também

      Mostrar mais