Apple arrow-options
Reprodução/Shutterstock
Apple pagará até US$500 milhões a clientes


A Apple concordou em pagar até US$500 milhões para solucionar um caso que circulava pela Justiça dos Estados Unidos . A empresa foi acusada em uma ação coletiva de tornar iPhones antigos mais lentos ao lançar smartphones novos, forçando os consumidores a trocarem de celular. 

De acordo com informações da Reuters, o acordo ainda precisa da aprovação de um juiz em San Jose, na Califórnia. A Apple pagará US$25 por iPhone afetado, valor que pode variar para cima ou para baixo de acordo com o número de celulares. A multa mínima paga pela empresa será de US$310 milhões. 

Leia também: iPhone XR é o celular mais vendido no mundo em 2019; veja o ranking

O dinheiro será pago para cidadãos norte-americanos donos dos modelos iPhone 6, 6 Plus, 6s, 7, 7 Plus e SE. Apesar do acordo, durante o processo a Apple negou irregularidades e disse resolver os problemas em todo o país. 

Entenda o caso

A ação coletiva começou depois que clientes da Apple perceberam que seus celulares ficaram mais lentos depois de atualizar o software . Isso gerou problemas, sobretudo, no desempenho das baterias , forçando os consumidores a trocarem a bateria ou até mesmo os celulares. 

Leia também: Vilões não podem usar iPhone; entenda o porquê

Acusada de tornar os aparelhos obsoletos de propósito , a Apple atribuiu os defeitos a questões como alta temperatura e uso excessivo. A empresa também disse que colocou seus engenheiros para solucionarem a questão. Depois de um protesto inicial por conta dos iPhones lentos, a Apple diminuiu o preço da substituição das baterias de US$79 para US$29. 

Ainda de acordo com a Reuters, os advogados dos consumidores que abriram o processo contra a Apple consideram o acordo estabelecido “justo, razoável e adequado”.

    Veja Também

      Mostrar mais