Rappi
Divulgação/Rappi
Mais que um app de entregas, Rappi lança botão de ajuda


A partir desta terça-feira (05), o aplicativo Rappi passa a contar com mais uma funcionalidade: um botão de ajuda para mulheres que sofrem de violência doméstica. A novidade é uma parceria com o projeto Justiceiras e com a agência AlmapBBDO. 

Durante o período de isolamento social causado pela pandemia do novo coronavírus (Sars-Cov-2), os casos de violência doméstica têm aumentado. No estado de São Paulo, por exemplo, o aumento de queixas foi de 20% .

Leia também: Covid-19: Número de denúncias por violência doméstica aumenta em 160% na Itália

O novo botão da Rappi direciona a vítima para um formulário rápido de triagem para direcioná-la à profissional correta. Em seguida, uma das voluntárias do projeto Justiceiras chama a mulher para uma conversa no WhatsApp , a fim de ajudá-la. 

Fazem parte do projeto profissionais das áreas jurídica, psicológica, da saúde e de assistência social, todas com o objetivo de oferecer acolhimento às vítimas de violência doméstica a ajudá-las com possíveis denúncias. 

"Diante de uma agressão, o que fazer? Quem procurar? Para quais locais a vítima deve se dirigir? É possível pedir ajuda sem sair de casa? Estas e outras perguntas são respondidas pelas justiceiras. Elas estão a postos para informar e, principalmente, apoiar e empoderar essas mulheres que chegam em situação de violência doméstica. Aquelas que, muitas vezes, antes da denúncia, precisam ser fortalecidas e encorajadas", explica a promotora Gabriela Manssur.

    Veja Também

      Mostrar mais