Black Friday
Unsplash
Veja como evitar golpes durante a Black Friday

A Black Friday , que neste ano acontece no dia 27 de novembro, está se aproximando e muitos sites já oferecem descontos em seus produtos. O período, porém, também é conhecido pela disseminação de fraudes , sobretudo no comércio digital.

Tom Canabarro, cofundador da antifraude Konduto, explica que vários golpes online são criados na data, mas que isso não significa que existam mais cibercrimes na Black Friday do que no restante do ano. O que há, na verdade, são mais compras e, por isso, mais gente suscetível a cair em golpes. 

“Os nossos estudos nas últimas edições do evento apontam que as fraudes aumentaram em quantidade, mas não proporcionalmente. A taxa de tentativas de fraude no e-commerce nos quatro principais dias da Black foi de 1,14%, bem abaixo da taxa média de 2019, que foi 2,52%. É equivocado falar que o ecossistema do e-commerce fica mais perigoso na Black. As compras legítimas aumentam muito mais, e este número de compras acaba ‘diluindo’ o maior número de fraudes”, explica. 

Neste ano, a pandemia do novo coronavírus (Sars-Cov-2) deve impulsionar ainda mais as compras online na Black Friday, deixando mais gente exposta. “A pandemia vai proporcionar a Black Friday e o Natal mais digitais da história neste final de ano. Certamente vai aumentar o número de pedidos on-line em relação aos anos anteriores, e também o de fraudes”, avalia Tom. 

Quais são os golpes mais comuns na Black Friday? 

Para saber como fazer suas compras online com segurança durante o período promocional, é preciso primeiro entender quais são as fraudes mais comuns cometidas nessa época do ano. 

Um dos golpes mais recorrentes é a criação de lojas “de fachada”, nas quais os criminosos colocam produtos que nunca serão entregues à venda. Também é bastante comum que sites se passem por outros, imitando grandes marcas e prometendo descontos imperdíveis para roubar dados pessoais e bancários das vítimas.

Como fugir dos golpes na Black Friday?

Para não cair nesses golpes de sites e promoções falsos, é muito importante estar atento as detalhes. A reputação da loja, o link do site, a forma de pagamento e a segurança do endereço são alguns itens que devem ser observados. Abaixo, confira algumas dicas do especialista.

  • Duvide de promoções boas demais: se você recebeu uma promoção imperdível por e-mail, mensagem, WhatsApp ou redes sociais, desconfie. Geralmente, é assim que criminosos disseminam sites falsos nos quais fingem se passar por empresas conhecidas para roubar dados das vítimas - sobretudo os do cartão de crédito. Em caso de dúvidas, acesse o canal oficial da loja em questão ao invés de clicar no link promocional.
  • Esteja atento ao link do site: ao clicar em uma promoção, observe o endereço do site. Muitas vezes, para criar um golpe, os criminosos mudam apenas alguns caracteres no nome de lojas famosas, podendo passar despercebidos. A letra ‘O’ pode ser trocada pelo número ‘0’, assim como um ‘i’ maiúsculo pode estar no lugar de um ‘L’ minúsculo, por exemplo.
  • Verifique se o site é seguro: nos navegadores, sites seguros são verificados, e essa informação pode ser acessada clicando no cadeado que fica do lado esquerdo da URL, antes no nome do site.
  • Fique de olho na reputação da loja: antes de comprar em uma loja online desconhecida, procure informações a respeito da sua reputação, lendo relatos de quem já comprou naquele site. Uma boa dica é consultar sites como o Reclame Aqui, e ver se aquela empresa já recebeu muitas queixas e como as solucionou.
  • Veja se a loja tem contatos: outro detalhe a notar antes de realizar a compra é se o site possui dados para contato caso haja algum problema.
  • Compre com cartão de crédito: outra dica valiosa é sempre realizar as compras online da Black Friday com cartão de crédito. Em caso de golpe, o cartão permite o estorno, o que não acontece com o boleto ou transferência bancária. Além disso, para ter a opção de pagamento em cartão, as lojas digitais passam por vários requisitos de segurança, o que aumenta a credibilidade.

    Veja Também

      Mostrar mais