O Tribunal Superior Eleitora (TSE) foi alvo de um ataque virtual de hackers , que vazaram uma série de informações internas do tribunal para demonstrar a vulnerabilidade. Recentemente o  STJ também foi vítima de um ataque.

tse
Reprodução: iG Minas Gerais
TSE é vítima de ataque virtual


O vazamento foi exposto por um grupo com o nome de “CyberTeam”, e acontece após o TSE negar o ataque durante a última semana.

De acordo com o grupo, o vazamento de informações não tem necessariamente uma mensagem política e é apenas uma maneira de desmentir o tribunal, que negou o ataque, e afirmar que os investimentos em cibersegurança do Estado brasileiro não estão surtindo os efeitos esperados.

Segundo o CyberTeam, a vulnerabilidade utilizada por eles para invadir os sistemas do TSE permanece aberta e ainda é possível acessar o banco de dados do tribunal. Ao Olhar Digital, os autores dizem que perceberam uma mudança de firewall após o primeiro ataque e a afirmação pública de que não houve um ciberataque, mas o acesso aos sistemas permanece possível.

"A segurança do TSE foi comprometida logo após ser anunciado que a segurança tinha sido reforçada devido ao ataque efetuado no STJ e nos outros domínios do Ministério da Justiça. Isso só prova que os gastos milionários do governo, não serviram para p* nenhuma", disse o grupo.


Os dados divulgados mostram a estrutura de banco de dados do TSE, mas não expõem dados de cidadãos. No entanto, eles apresentam uma série de credenciais de acesso aos sistemas do tribunal em sete arquivos.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários