Facebook explica vazamento de dados
shutterstock
Facebook explica vazamento de dados

O Facebook afirmou nesta terça-feira (6) que o  vazamento de dados de 533 milhões de usuários da rede social não se deu por uma invasão ao sistema. De acordo com a empresa, as informações foram roubadas através de uma técnica conhecida como raspagem .

Mike Clark, diretor da rede social, afirmou em uma publicação que "agentes maliciosos" compilaram dados que estavam públicos no Facebook antes de setembro de 2019.

De acordo com ela, a raspagem "se apoia com frequência em um programa automatizado para extrair informações públicas da internet, que podem, em seguida, ser distribuídas em fóruns" de hackers . Nesses casos, os cibercriminosos desenvolvem sistemas para capturar dados que já estão disponíveis, sem de fato invadir bancos de dados .

No caso do Facebook , os dados estavam públicos por conta de uma ferramenta da própria rede social que permitia que usuários encontrassem amigos a partir da lista de contatos. Esse recurso expôs números de celular de usuários e, em 2019, o erro foi corrigido. "O problema específico que permitiu a fuga desses dados em 2019 não existe mais", afirma o Facebook.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários