iPhone 13 começa a ser vendido no Brasil
Divulgação/Apple
iPhone 13 começa a ser vendido no Brasil

A venda oficial da linha iPhone 13 começam nesta sexta-feira (22) no Brasil. Com a alta demanda pelos smartphones da americana Apple na última semana durante a pré-venda, vários modelos já estão esgotados e sem previsão de reposição nas lojas de telefonia, revendedores autorizados e redes de varejo.

Com preços de até R$ 15,4 mil, o prazo de entrega do novo iPhone já chega a cinco semanas. Segundo previsão feita pela Bloomberg, espera-se que a Apple tenha vendas históricas no último trimestre deste ano, gerando cerca de US$ 120 bilhões em receita, mesmo com a escassez de chips na indústia em todo o mundo.

O iPhone é responsável por cerca de metade das vendas da companhia. Nos EUA, onde foram lançados no dia 28 de setembro, os iPhones 13 foram responsáveis ​​por aproximadamente 16% das vendas de todos os modelos no terceiro trimestre deste com apenas dois dias de venda, segundo dados da Consumer Intelligence Research Partners (CIRP).

São quatro modelos diferentes: iPhone 13 Mini, iPhone 13, iPhone 13 Pro e iPhone 13 Pro Max.  A Apple anunciou em setembro deste ano a nova família, que já vem com o sistema operacional iOS 15. Todos os lançamentos vêm com capacidade de conexão às redes 5G. No início da semana, a companhia anunciou sua nova linha de MacBook  e acessórios.

Para atrair os usuários, empresas de varejo ofereceram parcelamento em até 30 vezes e as teles concederam descontos acima de R$ 3 mil com a compra atrelada a planos de internet. Em relação ao iPhone 12, mantendo os mesmos critérios de comparação, a Apple reduziu os preços dos novos modelos em 10%.

No varejo, os modelos esgotados variam. Na Magalu, entre os itens esgotados estão os mais caros: o 13 Pro Max de 1 TB de memória, além das outras versões da linha premium com 256 GB e 126 Gb de memória. Quem tenta comprar se depara com a mensagem "Xii, já foi tudo:(".

No iPlace, revendedor da Apple, diversos aparelhos também estão em falta. Na lista, modelos como o Pro Max. Durante a pré-venda, varejistas já haviam mencionado uma maior procura pelos modelos mais caros. Na TIM, já estão indisponíveis modelos como o iPhone Pro com memória de 128 GB e 256 GB, por exemplo.

O executivo de uma empresa de telefonia destacou que já há conversas em andamento com a Apple para garantir o abastecimento para os próximos dias devido ao interesse durante a pré-venda, que chegou a ter uma  procura geral maior entre 40% e 60% em relação à pré-venda do iPhone 12. Uma outra fonte lembrou ainda que a alta demanda ocorre em momento de escassez de chips, o que pode agravar ainda mais o cenário.

Sete novidades sobre o iPhone 13:

  • Câmera:

A novidade é a nova disposição das duas câmeras traseiras (agora, as lentes grande-angular e ultra-angular são alinhadas na diagonal) na versão regular do iPhone 13. As lentes são wide e ultrawide. As linhas Pro e Pro Max contam com três câmeras traseiras (teleobjetiva, grande-angular e ultra-angular). Resolução é de 12 MP.

  • Fotos:

O sistema de câmeras conta com diversos sensores, sistema de inteligência artificial e machine learning (aprendizado de máquina). Combinados, esses recursos permitem a captação de 47% mais de luz, permitindo registrar mais detalhes e mais brilho até em ambientes com pouca luminosidade. O modo noite traz mais estabilização. Ou seja, não é preciso segurar a câmera por mais tempo para o registro de fotos. A lente ultra-angular aumentou seu campo visual e consegue captar um ambiente até quatro vezes maior que as versões anteriores. As câmeras vêm ainda com o "HDR inteligente" que permite mais contraste e consegue distinguir até quatro pessoas numa mesma foto. Há ainda o recurso chamado "macro" nos modelos Pro e Pro Max, que capta detalhes em fotos feitas a dois centímetors de distância que antes não registrados pelas câmeras. Zoom de até cinco vezes no modelo mini e 13. O Pro e Pro Max têm zoom de até nove vezes.

  • Estilo de imagens:

    Leia Também

O sistema de câmeras vêm com um recurso chamado estilo fotográfico. São quatro modos pré-definidos que utilizam inteligência artificial e machine learning (aprendizado de máquina). Na prática, ao usar esse recurso, o usuário muda as cores do ambiente sem alterar o tom de pele da pessoa que está na foto.

  • Modo cinema:

O sistema de câmera do iPhone 13 traz o chamado "Modo Cinema" para vídeos, permitindo focar e desfocar de forma automática apenas com a movimentação da câmera. Isso é possível por conta do uso de algoritmos próprios. O recurso usa o chamado "neural engine" que acompanha a movimentação do objeto e da pessoa e assim, com a ajuda dos algoritmos, é feita a mudança de foco automática. É possível ainda alterar o foco depois, na hora de editar o vídeo. O novo iPhone permite gravar em 4k em até 60 quadros por segundo com tecnnologia "Dolby vision". O vídeo tem zoom de até três vezes no modelo mini e 13. O Pro e Pro Max têm zoom de até seis vezes.

    • Bateria:

    A nova família de produtos vem com o processador A15 Bionic, com núcleos dedicados a eficiência energética. Assim, as baterias permitem uma durabilidade de até 2,5 horas a mais que a geração anterior. Assim, é possível ver videos por até 28 horas.

    • Tela:

    A tela em XDR permite 28% mais brilho que a geração anterior. Os modelos Pro e Pro Max vem com a chamada tecnologia ProMotion, que adapta a tela com imagens de 10 Hz a 120 Hz, permitindo que os games tenham uma maior fluidez de imagem.

    • Resistente à água:

    Resistem por até seis metros de profundidade por 30 minutos, segundo o IP68.

      Veja Também

      Mais Recentes

        Comentários