Nos EUA, Twitter bane senadora por desinformar sobre a pandemia
Bruno Gall De Blasi
Nos EUA, Twitter bane senadora por desinformar sobre a pandemia

O twitter anunciou neste domingo (2) que baniu permanentemente a senadora norte-americana Marjorie Taylor Greene, do partido republicado na Geórgia, por desinformação relacionada à Covid-19. A plataforma já havia aplicado punições a ela por publicações da mesma natureza. 

A conta pessoal da parlamentar (@mtgreenee) foi banida por "repetidas violações" das políticas do Twitter. A política da rede envolve cinco avisos antes das punições de desinformação que, se violadas novamente, geram banimento da conta. Atualmente a conta aparece em branco. 

O Twitter disse que a conta do Congresso de Greene (@RepMTG) permanecerá ativa, pois os tweets dela não violaram as regras da plataforma.

Não está claro o post que gerou a punição. A revista Forbes informa que a congressista supostamente promoveu uma conspiração de que o governo federal está ignorando "quantidades extremamente altas de mortes por vacinas de Covid", com base em um banco de dados de efeitos colaterais da vacina relatados (VAERS ), de acordo com uma imagem vista pelo Independent.

Esse banco de dados é usado pelos que contestam a eficácia das vacinas, mas é baseado em relatórios públicos não verificados e voluntários que podem ser incompletos, imprecisos ou não relacionados à vacina em questão.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários