Uber Eats continuará em operação até 7 de março
Pedro Knoth
Uber Eats continuará em operação até 7 de março

A Uber anunciou nesta quinta-feira (6) que encerrará o serviço de entrega de restaurantes da Uber Eats no próximo dia 7 de março no Brasil. A empresa justificou a medida por "mudança de estratégia".

O aplicativo é destinado para entrega de alimentos e tem como seus principais concorrentes o iFood e o Rappi.

O comunicado informa a manutenção das entregas para supermercados, lojas, além de distribuição de pacotes. A Uber pretende trabalhar com a Conershop para viabilizar as entregas e investir na expansão do Uber Direct.

"A Uber vai alterar sua estratégia de delivery no Brasil, desativando o serviço de intermediação de entrega de comida de restaurante. O serviço de intermediação de entrega de comida continuará disponível até o dia 7 de março", disse a empresa.

Leia Também

Leia Também

O anúncio acontece um dia após o presidente Jair Bolsonaro (PL) sancionar um projeto de lei que obriga aplicativos de entrega de comida a disponibilizarem assistência financeira para trabalhadores que contraírem Covid-19. A ajuda deverá ser de 15 dias, prorrogáveis por mais duas semanas.

A remuneração deverá ser a média dos três últimos pagamentos feitos ao entregador. Em caso de acidente, a empresa deverá prestar assistência financeiramente, além de pagar um seguro.

Embora a empresa não tenha citado em comunicado, a sanção do projeto pode ter levado a Uber a adiantar o fim do aplicativo de entregas no Brasil. Especialistas alertam que a reclamação de entregadores sobre a remuneração, além dos reajustes nos combustíveis, também devem ter colaborado para a decisão.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários