Elon Musk, CEO da Tesla
Steve Jurvetson/Flickr
Elon Musk, CEO da Tesla

O bilionário Elon Musk, dono da Tesla e da Space-X, vai direcionar satélites de sua outra empresa, a Starlink, para permitir o acesso à internet dos ucranianos. O pedido do havia sido feito pelo vice-primeiro-ministro ucraniano, Mykhailo Fedorov,e foi atendido neste domingo (27).

“Enquanto você tenta colonizar Marte – a Rússia tenta ocupar a Ucrânia! Enquanto seus foguetes pousam com sucesso do espaço - foguetes russos atacam civis ucranianos! Pedimos que você forneça à Ucrânia estações Starlink e dirija-se a russos sãos para se levantarem”, disse Fedorov,  que também é ministro da transformação digital.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia 

Em resposta, Musk disse: "Starlink está ativa na Ucrânia e mais terminais estão a caminho".

A intenção é evitar com que ataques russos possam cessar o acesso à rede mundial de computadores pelo país. A ucrânia observou interrupções na internet com o avanço das tropas russas e mísseis atingindo infraestruturas importantes. 

O bilionário doou anteriormente 50 terminais de satélite para restaurar a internet em Tonga , cuja rede de telecomunicações foi severamente afetada por um tsunami este ano.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários