Instagram coemça a ser bloqueado na rússia
Paula Alves
Instagram coemça a ser bloqueado na rússia

O Instagram, de propriedade da gigante norte-americana Meta, ficou inacessível na Rússia a partir desta segunda-feira (14), após o governo local ter acusado a rede social de espalhar apelos à violência contra os russos por causa da guerra na Ucrânia.

De acordo com relatos de jornalistas da agência "AFP", não é mais possível atualizar o aplicativo e o site do Instagram está inacessível sem uma rede privada virtual (VPN), uma ferramenta que mascara o endereço real de internet do usuário, permitindo burlar a censura.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia 

Além do Instagram, o Facebook e o Twitter foram bloqueados no início de março como parte dos amplos esforços da Rússia para controlar as informações disponíveis sobre suas operações militares em solo ucraniano.

O Facebook e o Instagram são amplamente utilizados na Rússia, sendo este último a plataforma mais popular entre os jovens do país. Além disso, para muitas pequenas empresas russas, o Instagram é uma rede social fundamental para publicidade, processamento de vendas e comunicação com os clientes.

O bloqueio de várias redes sociais fez explodir a utilização de VPNs na Rússia. Uma análise da empresa SensorTower apontou que entre 24 de fevereiro, dia da invasão à Ucrânia, e 8 de março, por volta de seis milhões de downloads desses aplicativos foram feitos.

A empresa de serviços VPN SurfShark também informou que as vendas em território russo aumentaram pelo menos 3.500%. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários