TikTok pode ser banido dos EUA
Unsplash/Kon Karampelas
TikTok pode ser banido dos EUA

Brendan Carr, comissário da Comissão Federal de Comunicações (FCC, na sigla em inglês) dos Estados Unidos, anunciou nesta terça-feira (28) que pediu para que o Google e a Apple removam o TikTok das suas lojas de aplicativos.

Em uma carta divulgada no Twitter, Carr relata preocupações a respeito da privacidade de dados dos usuários do TikTok nos Estados Unidos. O texto utiliza como principal argumento uma reportagem do BuzzFeed News que mostra que dados de usuários do TikTok no país foram acessados diversas vezes na China.

"O TikTok não é o que parece ser na superfície. Isso é a roupa da ovelha", escreveu o comissário na carta. No texto, ele não obriga Google e Apple a banirem o TikTok, mas apenas solicita que isso seja feito com base nas regras das próprias lojas de aplicativos. Ele pede, ainda, que as empresas enviem um relatório até 8 de julho caso decidam por não banir a rede social.

Depois da reportagem do BuzzFeed News repercutir nos Estados Unidos, o TikTok anunciou que os dados dos usuários estadunidenses seriam armazenados em segurança em servidores da Oracle, uma empresa nacional.

Em sua carta, Carr afirma que isso não alivia as preocupações. "O TikTok alega há muito tempo que os dados de seus usuários dos EUA foram armazenados em servidores nos EUA e, no entanto, essas representações não forneceram proteção contra os dados acessados ​​de Pequim", escreveu.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários