A revolução silenciosa da GenAI: impactos previstos até 2033
FreePik
A revolução silenciosa da GenAI: impactos previstos até 2033


O advento da  Inteligência Artificial Generativa (GenAI) está prestes a causar uma revolução significativa em diversos setores até o ano de 2033, de acordo com as previsões do Gartner. A implementação ética e sustentável da IA torna-se uma prioridade para 70% das empresas até 2025, indicando uma conscientização crescente sobre as implicações éticas e sociais dessa tecnologia inovadora.

A ascensão da GenAI também se reflete na estrutura organizacional, com 35% das grandes empresas planejando ter um diretor de IA diretamente vinculado ao CEO ou COO até 2025. Esse movimento destaca a importância estratégica que as organizações atribuem à IA, reconhecendo-a como um elemento crucial para impulsionar o crescimento e a eficiência operacional.

A manipulação de dados também passa por transformações significativas, com a previsão de que o uso de dados sintéticos reduzirá consideravelmente a necessidade de dados reais para treinamento de máquina. Até 2025, espera-se uma redução de 70% no volume de dados reais necessários, indicando uma transição para métodos mais eficientes e sustentáveis no desenvolvimento de modelos de IA.

Outra área em que a GenAI deixará sua marca é no marketing, com a expectativa de que 30% das mensagens de outbound marketing de grandes organizações sejam geradas sinteticamente até 2025. Esse aumento substancial, comparado a menos de 2% em 2022, sinaliza uma mudança paradigmática na forma como as empresas se envolvem com seus clientes.

Ao abordar as implicações na força de trabalho global, a previsão até 2026 é de um impacto neutro nos empregos. Apesar dos avanços na IA, não se espera uma diminuição líquida ou um aumento significativo nas oportunidades de emprego. Esta estabilidade pode ser atribuída à evolução paralela das habilidades humanas em resposta à automação.

Além disso, a IA tem o potencial de contribuir significativamente para a mitigação das mudanças climáticas. Até 2030, estima-se que a IA poderá reduzir as emissões globais de CO2 em 5 a 15%, representando uma ferramenta valiosa na luta contra o aquecimento global. No entanto, o avanço da IA também apresenta desafios, com previsões indicando que decisões não supervisionadas por humanos podem resultar em perdas significativas, chegando a US$ 100 bilhões em danos a ativos até 2030.

Finalmente, a implementação generalizada de soluções de IA até 2033 é prevista para gerar mais de meio bilhão de novos empregos humanos. Essa perspectiva otimista sugere que, embora a IA altere fundamentalmente a dinâmica do mercado de trabalho, ela também pode criar oportunidades significativas para o crescimento econômico e a inovação em escala global. Assim, as previsões do Gartner destacam a necessidade crítica de uma abordagem ética e sustentável na implementação da GenAI para colher plenamente seus benefícios transformadores.

Espero que você tenha sido impactado e profundamente motivado pelo artigo!

Quero muito te ouvir e conhecer a sua opinião! Me escreva no e-mail: muzy@valor.org.br

Até nosso próximo encontro!

Muzy Jorge, MSc.

Preparado para desvendar o potencial extraordinário da Inteligência Artificial em sua organização?

Entre em contato conosco e vamos explorar juntos como podemos ser seu parceiro na jornada de incorporar as tecnologias exponenciais em seus processos e estratégias corporativas, através da capacitação dos seus funcionários, de maneira verdadeiramente eficiente e inovadora.

Inscreva-se em nossa Newsletter e não perca nenhuma das novidades dos programas de IA do INSTITUTO VALOR:

https://valor.org.br/formulario/

    Mais Recentes

      Comentários

      Clique aqui e deixe seu comentário!