Redmi Band
Divulgação
Redmi Band

A Xiaomi pode lançar uma nova pulseira fitness em breve. A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) homologou, na semana passada, a possível Redmi Smart Band 2 a pedido da DL Eletrônicos. Espera-se que o wearable suceda a Redmi Band que foi anunciada no começo do ano passado com bateria de longa duração. 

A pulseira é reconhecida pelo modelo "M2101B1". Ela também já foi aprovada em outros países, como a Rússia, cuja certificação ainda menciona os termos "Smart band" e "Redmi". Na Indonésia, além da citação à marca "Redmi", o dispositivo com o mesmo código é apresentado como "Smart Band". Já a certificação Bluetooth descreve o gadget como "Sports Smart Band".

Leia Também

A documentação da Anatel ainda traz outros detalhes sobre o wearable. Além de a Xiaomi se enquadrar como a fabricante, a DL Eletrônicos aparece como a responsável pela solicitação do registro. O certificado de conformidade técnica também cita uma unidade fabril na China, recarga via USB e a conectividade Bluetooth 5.0 (LE). Não há previsão de lançamento da suposta Redmi Smart Band 2.

Redmi Band, da Xiaomi, foi lançada no ano passado

A Redmi Band marcou sua estreia em abril de 2020. Naquela época, a Xiaomi apresentou uma pulseira fitness igual à Mi Smart Band 4C, que foi lançada em julho no Brasil. O dispositivo também tinha tela colorida de 1,08 polegada e bateria que prometia durar até 14 horas.

O wearable ainda trazia sensores para acompanhar o condicionamento físico. Além dos batimentos cardíacos e do sono, o gadget também monitorava exercícios. A pulseira do dispositivo tinha quatro opções de cores: azul, laranja, preto e verde.

A Xiaomi Redmi Band veio a público com o preço sugerido de 99 iuanes. O valor equivale a cerca de R$ 85 em conversão direta.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários