Android 13 vai ajudar desenvolvedores a testar novos apps
Unsplash/Denny Müller
Android 13 vai ajudar desenvolvedores a testar novos apps

Nem sempre é possível ter uma internet boa. Em alguns casos, o acesso a conexões de alta velocidade é complicado, prejudicando a experiência de alguns apps no celular. Mas o Google está preparando uma opção ao Android 13 para que os desenvolvedores possam criar aplicativos prontos para lidar com esta situação.

Os detalhes da novidade foram publicados no blog da Esper. Segundo Mishaal Rahman nesta quinta-feira (24), o Android 13 terá um elemento para limitar a largura de banda. Assim, será possível analisar o comportamento dos aplicativos quando a internet está lenta sem depender do emulador do sistema para computadores.

O recurso visa auxiliar desenvolvedores e usuários. Sobre o primeiro grupo, o XDA-Developers observa que o próprio Android Studio Emulator já tem ferramentas para experimentar os softwares em conexões mais limitadas. Todavia, ainda não havia uma solução parecida para fazer os testes diretamente nos celulares e tablets.

Android 13 facilitará testes de apps em conexões ruins

A nova API de conectividade chega para dar uma solução a este problema. Ao preparar o aplicativo, será possível estipular um limite de velocidade da conexão, seja ela via Wi-Fi ou redes móveis, por linhas de código. Assim, o desenvolvedor poderá instalar o app em um smartphone para fazer os testes sem precisar de gambiarras para prejudicar os níveis de sinal propositalmente.

Leia Também

Do outro lado, isto significa que os aplicativos podem ser preparados para diversas realidades. E é bem o caso do Android, um sistema operacional que tem uma grande presença em países com economias emergentes, como o Brasil. Ou seja, usuários dessas regiões, que nem sempre têm uma conexão de internet de qualidade, tendem a ser beneficiados pela novidade com apps melhores.

Mas há um grande porém nessa história. Rahman observa que a novidade não estará disponível em todos os dispositivos. No artigo, ele explica que o kernel deve suportar o recurso. E é justamente aqui que entra a participação das fabricantes, que nem sempre atualizam o núcleo do sistema operacional de imediato.

O Android 13, vale lembrar, ainda não está disponível aos usuários. Mas o Google deve anunciar e liberar o primeiro beta nos próximos meses. Além disso, espera-se que a versão estável da atualização esteja disponível ao público em geral no segundo semestre de 2022.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários