Redmi Note 11 Pro+ 5G ganha versão global
Divulgação/Xiaomi - 29.03.2022
Redmi Note 11 Pro+ 5G ganha versão global

A Xiaomi revelou, nesta terça-feira (29), novos celulares da linha Redmi Note 11 para o público global. A estrela do dia é o Redmi Note 11 Pro+ 5G, um smartphone que promete recarregar toda a sua bateria de 4.500 mAh em apenas 15 minutos. O Redmi Note 11S 5G e o Redmi 10 5G também foram anunciados pela marca.

A estreia dos novos modelos acontece pouco depois do lançamento do Redmi Note 11 global. A começar pelo modelo mais avançado do trio, o Redmi Note 11 Pro+ 5G chama a atenção pela bateria de 4.500 mAh, que possui recarga de 120 watts.

O carregador com a mesma potência ainda acompanhará o smartphone na caixa. O celular possui outros trunfos. É o caso do conjunto fotográfico triplo, liderado pela câmera principal de 108 megapixels.

O agrupamento ainda traz mais dois sensores, sendo um de 8 megapixels, dessa vez com lente ultrawide, e outro de 2 megapixels, para macro. A câmera frontal, para selfies, tem resolução de 16 megapixels.

Redmi Note 11 Pro+ 5G traz versão antiga da MIUI

Apesar das especificações de ponta, o celular vem com a MIUI 12.5. Ou seja, o lançamento tem uma edição antiga da interface, ao contrário dos demais integrantes da linha, que foram revelados com a MIUI 13.

Enquanto isso, outras marcas, como a Samsung, estão lançando celulares e tablets já atualizados neste quesito. Mas isto não tira o mérito do telefone. Isto porque o Redmi Note 11 Pro+ 5G tem uma tela de 6,67 polegadas com taxa de atualização de 120 Hz. Além disso, a ficha técnica conta com o processador MediaTek Dimensity 920, RAM de 6 GB ou 8 GB e o armazenamento de até 256 GB. O lançamento também tem leitor de digitais.

Redmi Note 11S e Redmi 10 global ganham edição com 5G

A Xiaomi apresentou mais dois modelos globais e mais simples nesta terça-feira. É o caso do Redmi Note 11S 5G, que possui uma tela de 6,6 polegadas, também com resolução Full HD+, mas com taxa de atualização de até 90 Hz.

Além disso, a câmera frontal, que fica em um furo no painel, possui resolução menor: 13 megapixels. O lançamento ainda agrega uma câmera tripla de 50 megapixels na parte de trás. Na ficha técnica, encontramos o chipset MediaTek Dimensity 810, a RAM de até 6 GB e até 128 GB de espaço. O smartphone ainda tem bateria de 5.000 mAh com recarga rápida de 33 watts e a interface MIUI 13 de fábrica.

Leia Também

Já o Redmi 10 5G é uma opção de entrada para quem procura um celular mais barato. O lançamento é menor, com tela de 6,58 polegadas, mas mantém a taxa de atualização de 90 Hz e a resolução Full HD+. O smartphone também possui câmera dupla de 50 MP e frontal de 5 megapixels em um notch em forma de gota.

A lista de especificações também é mais simples que os demais. Além do MediaTek Dimensity 700, o celular possui memória RAM de 4 GB e armazenamento 64 GB ou 128 GB.

Já sua bateria de 5.000 mAh oferece suporte à recarga de 18 watts, mas a Xiaomi inclui um carregador de 22,5 watts na caixa do smartphone. As versões do Android dos três celulares não foram reveladas.

Preço e disponibilidade

Os celulares da Xiaomi atendem diversos públicos. O Redmi 10 5G, por exemplo, é o mais barato do trio, com preços sugeridos a partir de US$ 199 (cerca de R$ 945 em conversão direta). O Redmi Note 11 Pro+ 5G, como era de se esperar, é o mais caro, e custa a partir de US$ 369 (por volta de R$ 1.750). Confira todos os valores:

Redmi Note 11 Pro+ 5G

  • 6 GB + 128 GB: US$ 369 (R$ 1.750);
  • 8 GB + 128 GB: US$ 399 (R$ 1.890);
  • 8 GB + 256 GB: US$ 449 (R$ 2.130).

Redmi Note 11S 5G

  • 4 GB + 64 GB: US$ 249 (R$ 1.180);
  • 4 GB + 128 GB: US$ 279 (R$ 1.320);
  • 6 GB + 128 GB: US$ 299 (R$ 1.415).

Redmi 10 5G

  • 4 GB + 64 GB: US$ 199 (R$ 945);
  • 4 GB + 128 GB: US$ 229 (R$ 1.085).

Não há previsão de lançamento dos celulares no Brasil.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários