Nova memória é mais rápida e tem maior capacidade
Divulgação/Samsung
Nova memória é mais rápida e tem maior capacidade

Quando o assunto é armazenamento de dados, normalmente prestamos atenção apenas no fator capacidade. Mas o desempenho também importa, tanto que a Samsung acaba de anunciar o UFS 4.0. Esse é o nome da nova tecnologia de memória flash da marca. A novidade promete ser duas vezes mais rápida na transferência de dados do que o padrão anterior, o UFS 3.1.

Talvez você nunca tenha ouvido falar em UFS (Universal Flash Storage). O importante é saber que essa tecnologia é encontrada com certa facilidade em celulares e tablets, principalmente nos da Samsung. A primeira versão foi anunciada em 2011 e, desde então, a tecnologia vem sendo aprimorada.

Ok, o UFS 4.0 promete ser mais rápido, mas quanto? De acordo com a Samsung, o novo padrão pode alcançar uma largura de banda de 23,2 Gb/s (gigabits por segundo) por canal. O UFS 3.1, anunciado em 2020, atinge até 11,6 Gb/s na mesma medição.

As taxas de leitura e gravação de dados suportadas pelo UFS 4.0 também se destacam: até 4.200 MB/s (megabytes por segundo) na leitura sequencial de dados e até 2.800 MB/s na gravação sequencial.

Em relação ao padrão UFS 3.1, a nova versão tem até 46% mais eficiência energética, o que significa que a tecnologia é mais rápida, mas sem demandar mais energia.

Como tudo isso é possível? Sem nenhuma surpresa, a Samsung não deu todos os detalhes. Mas a companhia revelou que o mérito está, em grande parte, na adoção de um controlador novo e no uso de sua 7ª geração de chips V-NAND. Módulos desse tipo são diferentes de chips NAND "normais" por terem várias camadas de células de armazenamento. Os chips UFS 4.0 podem ter dimensões de até 11 x 13 x 1 mm.

Celulares com 1 TB de capacidade?

Nas palavras da Samsung, o UFS 4.0 é compatível com as especificações mais recentes do JEDEC, organização responsável por padronizações na indústria de semicondutores. Isso significa que a tecnologia pode ser adotada em vários tipos de dispositivos, incluindo equipamentos para realidade aumentada ou realidade virtual.

Mas, muito provavelmente, a tecnologia estará mais presente em celulares. Como o UFS 4.0 está pronto e será produzido a partir deste ano, há boas chances de encontrarmos módulos do tipo no início de 2023. Talvez comece pela linha Galaxy S23.

Uma parte tão ou mais interessante é o fato de chips UFS 4.0 suportarem até 1 TB de capacidade. Isso não quer dizer que toda a linha Galaxy S23 (ou outras, como o próximo Galaxy Z Fold) irão armazenar tudo isso.

Levemos em conta, porém, que o Galaxy S22 Ultra tem uma versão com 1 TB. Quem sabe se o UFS 4.0 não irá abrir caminho para essa capacidade se tornar mais comum?

Cá entre nós, o aspecto do velocidade é o que mais me interessa. Por quê? Uma boa taxa de gravação ou leitura de dados pode otimizar o desempenho de jogos pesados ou de uma filmagem em 4K, por exemplo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários