Tamanho do texto

É importante conhecer bem o nobreak, ou até ele vai te deixar na mão

Olhar Digital

Quando você está usando um aparelho eletrônico, é claro, você fica dependente da energia para poder usufruir de todos os seus recursos. Entretanto, um item que se popularizou bastante nos últimos tempos foi o nobreak, que é um dispositivo similar a um estabilizador ou filtro de linha, com a diferença de ser capaz de fornecer energia por alguns minutos, mesmo que falte luz na sua casa.

homem usando computador
shutterstock
Faltou luz, computador desligou e você perdeu todo o trabalho? Um nobreak poderia ter te ajudado...


Leia também: Confira dicas que vão ajudar a bateria do seu celular durar até o fim do dia

Sendo um item bem útil, é preciso ressaltar que o nobreak possui algumas características que precisam ser observadas antes de ele ser adquirido, pois a sua potência precisa ser medida corretamente para que ele não lhe deixe na mão. A seguir, veja tudo o que você precisa saber para comprar o nobreak certo.

Escolhendo o tipo de nobreak

Assim como outros equipamentos que servem para fornecer energia , o nobreak trabalha com tipos diferentes de ondas, sendo elas um dos itens mais importantes a se ficar atento na hora de fazer a sua escolha. Na prática, estes tipos diferentes de ondas acabam sendo mais indicados para determinados tipos de aparelhos, sendo que elas podem ser resumidas em:

  • Senoidal – Possuindo um formato de onda similar as tomadas tradicionais, o nobreak que utiliza este tipo de onda é indicado para computadores gamers e servidores. Assim, caso o seu aparelho não se dê bem com variações de energia, esta deve ser a sua escolha;
  • Semi-senoidal – Este tipo de nobreak tem um formato de onda retangular ou quadrado e é indicado para aparelhos mais simples, como equipamentos chaveados. Assim, um bom exemplo de uso para ele fica para produtos como modens, roteadores, televisões e demais eletrodomésticos;
  • Dupla conversão  – Também conhecido como online, os nobreaks deste tipo são mais sofisticados no que diz respeito a surtos elétricos. Então, eles são os mais indicados para aparelhos hospitalares, como uma máquina de tomografia, que não pode ter sua imagem alterada por conta de interferências.

Leia também: 6 aparelhos obsoletos que são vendidos a preços exorbitantes na internet

Potência

Assim como determinados tipos de equipamentos eletrônicos , os nobreaks possuem uma capacidade máxima de carga suportada, que neste caso, acaba sendo medida volt-ampère (VA). Desta forma, caso você acabe escolhendo um nobreak que não tenha capacidade o suficiente para manter seus aparelhos, eles podem funcionar de forma incorreta, fazendo com que o nobreak seja desligado justamente por não ter a energia necessária para eles.

Ao verificar os seus equipamentos que serão ligados ao nobreak, você deverá notar que a medida deles geralmente vem informada em watts. Assim, é claro, você precisará fazer um pequeno cálculo para saber qual a potência mínima de seu nobreak. Então siga estes passos:

  • Veja quanto equipamentos serão ligados ao nobreak e qual a potência total em watts deles sendo utilizados em seu limite;
  • Já no nobreak, em seu manual, caixa ou ficha técnica, você deve encontrar o seu “fator de potência”;
  • Então, a fórmula final é essa: Número total de watts / fator da potência;
  • Assim, o nobreak a ser adquirido deve ter um valor superior ao número obtido na etapa acima.

Para facilitar todo este cálculo algumas empresas acabam disponibilizando em seu próprio site calculadoras, que não precisam obter estas informações de forma manual. Entretanto, todos estes dados mencionados devem estar no manual do nobreak em suas especificações técnicas ou parte deles até na própria etiqueta do produto.

Autonomia

Após ter verificado a potência mínima para o seu nobreak, você ainda precisa ter em mente que quanto maior a potência dele, mais tempo os seus dispositivos poderão ficar ligados até poderem ser desligados com segurança . Este cálculo, por sua vez, acaba sendo um pouco mais complicado que o exibido acima, mas pode ser realizado desta forma:

  • Você precisará dos dados: Potência média consumida pelos aparelhos, número de baterias do nobreak, a corrente de cada bateria, rendimento do inversor do nobreak e a sua tensão;
  • Então, o seu cálculo será: (Tensão da bateria x corrente da bateria x número de baterias x rendimento do inversor x 60) / potência média consumida;
  • Assim, você terá o resultado de quantos minutos o nobreak consegue suportar.

Leia também: Tire sete dúvidas sobre o uso adequado de bateria de celular e tablet

Pronto! Com todas estas informações em mãos, você já pode fazer a escolha segura do melhor nobreak para atender as suas necessidades.