Olhar Digital

Rappi enfrenta processo por roubo nos Estados Unidos arrow-options
Divulgação/Rappi
Rappi enfrenta processo por roubo nos Estados Unidos


A startup colombiana de entregas Rappi está sendo processada nos EUA , acusada por três empresários colombianos de “roubar estratégia de mercado” de um outro aplicativo de delivery .

Segundo os empresários o CEO da Rappi , Simon Borrero, foi contratado em 2015 por uma empresa de software chamada Imaginamos para desenvolver um aplicativo de entrega chamado Kuiky , que não vingou. No final do mesmo ano Borrero teria lançado o Rappi .

Leia também: Uber é banida na Colômbia e deve encerrar atividades em fevereiro

Em declaração à Bloomberg, a Rappi afirmou que irá “se defender vigorosamente” das acusações, que são “objetivamente incorretas”. Segundo a empresa, a marca e o domínio de internet foram registrados junto às autoridades colombianas em 2014.

Crise

Na última sexta a Rappi , que além de entregas também é responsável pela operação dos serviços de patinetes da Yellow e bicicletas da Grin no Brasil, anunciou que irá demitir 150 funcionários no país, “a maioria em cargos júniores”.

Fonte: Bloomberg

    Veja Também

      Mostrar mais