Olhar Digital

Huawei já estaria preparada para operar sem os serviços do Google
shutterstock
Huawei já estaria preparada para operar sem os serviços do Google


Enfrentando dificuldade há meses, depois que foi banida da loja de aplicativos do Google , a chinesa Huawei pode estar tomando uma posição ousada. Um representante da empresa afirmou que, mesmo que a proibição de acesso seja revogada, a companhia não voltará a integrar aplicativos Google aos seus smartphones.

Em uma entrevista em Viena, um gerente da Huawei na Áustria, Fred Wangfei, disse ao jornal Der Standard que a empresa quer se livrar de qualquer dependência de produtos dos Estados Unidos. Wangfei também menciona que, mesmo que a proibição dos norte-americanos seja revogada e o acesso aos aplicativos do Google seja restaurado para a Huawei , a empresa não começará a usá-los novamente.

Leia também: China decide parar de usar Windows; entenda

Você viu?

Consultada pelo site 9to5Google , a empresa foi mais cautelosa. Em nota, afirmou que "um ecossistema Android aberto" ainda é sua primeira escolha. “Mas se não formos capazes de continuar a usá-lo, temos a capacidade de desenvolver o nosso”, completou o comunicado.  

A Huawei está sem suporte para o Android desde maio, quando entrou numa na lista de restrição de comércio feita pelo governo Donald Trump — uma relação de empresas que não podem comprar tecnologia de companhias norte-americanas sem a aprovação do governo. O Google cortou a licença do Android para os celulares da marca, deixando aparelhos sem acesso a atualizações futuras do sistema operacional e restrita a updates do Android Open Source Project (AOSP).

Leia também: EUA pressionam Brasil para vetar entrada da Huawei no mercado do 5G

Porém, apesar de vir sem os aplicativos oficiais da marca (Gmail, Docs, Duo, Calendar, Fotos e outros) e sem acesso à Play Store , o smartphone Mate 30 Pro , primeiro a ser lançado sob as novas condições, conseguiu obter lucros consistentemente e manter seu lugar no mercado de celulares.

A aparência do EMUI da Huawei é semelhante ao que o Google oferece, como uma maneira de facilitar as coisas para os desenvolvedores. Há já algum tempo, a Huawei está trabalhando na substituição do Google Play Services e, nesta entrevista, Wangfei diz que 24 de 60 APIs essenciais foram replicadas. A Huawei também construiu sua loja “ AppGallery ” como um substituto para o Google Play.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários