Olhar Digital

huawei 5G arrow-options
Marcos Corrêa/PR
Presidente Jair Bolsonaro recebe placa do presidente-executivo da Huawei no Brasil, Yao Wei


A Anatel deve limitar a participação da  Huawei  na instalação da tecnologia 5G no Brasil . Segundo o site  Telesintese , fontes ligadas ao governo e ao setor privado confirmaram que a agência reguladora vai seguir o exemplo do Reino Unido e estipular regras que impedem a companhia chinesa de adquirir mais de 35% do mercado nacional. 

A Huawei também não poderá fornecer equipamentos para as operadoras de partes centralizadas da infraestrutura, nem instalar equipamentos em locais sensíveis, como pontos próximos em bases das forças armadas. 

Na rede de acesso , a fabricante chinesa só poderá oferecer equipamentos periféricos, que apresentam riscos de segurança reduzidos.

Leia também: EUA pressionam Brasil para vetar entrada da Huawei no mercado do 5G

A medida faz parte da política de cibersegurança elaborada pelo governo brasileiro. A expectativa de executivos do setor privado é que a Presidência da República edite um decreto até junho delegando à  Anatel as funções de estabelecer regras sobre a divisão do mercado de 5G

Na semana passada, a Agência aprovou o edital com regras para o leilão da 5ª geração, previsto para novembro. Caso as restrições sejam confirmadas, o Brasil deve contrariar a vontade do governo dos  Estados Unidos , que pressiona aliados para barrar a atuação da Huawei por completo. Os americanos acusam a companhia de servir ao governo chinês como veículo de espionagem .

No início do ano, o ministro da Ciência e Tecnologia,  Marcos Pontes , disse que não aceitaria pressão dos americanos.

    Veja Também

      Mostrar mais