Olhar Digital

Xiaomi arrow-options
Reprodução
Xiaomi atrasa chegada do MIUI 11


O coronavírus tem causado enorme prejuízo para as empresas com sede na China . E, embora seja uma gigante do setor de smartphones , a Xiaomi também não conseguiu escapar. Por conta das medidas de segurança adotadas pelo governo, os fabricantes foram obrigados a mudar seu calendário, e a empresa se viu forçada a adiar a implantação das atualizações do MIUI 11 por conta de "interrupções de trabalho causadas pela epidemia". Alguns modelos podem esperar várias semanas para receberem as novidades.

Em comunicado à imprensa, a Xiaomi especificou quais smartphones não vão receber a versão beta mais recente na data esperada. São eles o Mi CC9 Pro , Mi 9 , Mi 8 , Redmi K20 Pro , Mi 6 , Redmi K30 , Redmi K30 5G , Mi 10 , Mi 10 Pro e o Mi MIX 2S . A empresa se comprometeu a implantar a versão beta do MIUI 11.2 20.2.19 nas próximas semanas.

Leia também: Com coronavírus, Samsung faz delivery de Galaxy S20 para usuários testarem

A fabricante chinesa não foi a única a mudar seus planos por conta da epidemia . A OnePlus , a Vivo e a Realme sofrem com problemas semelhantes. A primeira adiou a instalação de um patch de segurança no OnePlus 7T em duas semanas. A última se viu forçada a segurar uma atualização de firmware para o Realme X2 e a Vivo precisou adiar a atualização da sua interface no Funtouch. Já a Apple vai sofrer com uma escassez de produtos, principalmente iPhones , nos primeiros meses do ano.

    Veja Também

      Mostrar mais