Olhar Digital

Facebook arrow-options
shutterstock
Facebook permite transferências de imagens para o Google Fotos


Nesta quinta-feira (20), o  Facebook  lançou um novo recurso que permite aos usuários transferirem fotos e vídeos para o Google Fotos . A ferramenta passa por testes na Irlanda desde dezembro do ano passado, mas, agora, passa a valer no mundo todo.

Segundo o Facebook , a decisão de permitir a portabilidade de imagens veio do feedback de interlocutores que explicaram quais dados deveriam ser portáteis e como eles esperavam que a segurança dessas transferências fosse garantida.

Leia também: O Facebook quer a sua voz e está disposto a pagar por ela; entenda

“Aprendemos nas nossas conversas com legisladores, reguladores, acadêmicos, especialistas e outros que casos e ferramentas reais ajudarão a avançar as discussões sobre políticas. É por isso que estamos desenvolvendo novos produtos que levam em consideração o feedback que recebemos e que contribuirão com o avanço de políticas de portabilidade de dados, fornecendo às pessoas e especialistas uma ferramenta para avaliar”, informou Steve Satterfield, diretor de Privacidade e Políticas Públicas do Facebook .

Segundo Satterfield, a intenção da plataforma é criar soluções práticas de portabilidade para que as pessoas utilizem os recursos de forma eficaz. Ainda assim, o diretor destacou que existirão regras claras sobre quais tipos de dados poderão ser transferidos e quem será responsável por proteger esses conteúdos conforme eles circulam entre diferentes serviços.

Leia também: App do Facebook deixará de funcionar em computadores com Windows 10 em março

“Mantivemos a privacidade e a segurança como prioridade, então todos os dados transferidos são criptografados e, antes que uma transferência seja iniciada, é solicitado às pessoas que digitem suas senhas”, explicou o diretor.

Além disso, Satterfield comentou que o Projeto de Transferência de Dados (DTP, na sigla em inglês), possui código aberto desenvolvido por Facebook , Google , Microsoft e Twitter , e aconselhou outras empresas a se unirem à iniciativa para aumentar as opções de portabilidade dos usuários. “Sabemos que não podemos fazer isso sozinhos, por isso incentivamos outras empresas a participar do Data Transfer Project para expandir opções para as pessoas e continuar a impulsionar a inovação na portabilidade de dados”, completou.

O diretor esclareceu ainda que a ferramenta só existe desde dezembro e que, portanto, continuará sendo aperfeiçoada com base em feedbacks futuros sobre o recurso. Uma das melhorias será a expansão da lista de plataformas com as quais será possível trocar dados.

    Leia tudo sobre: Facebook

    Veja Também

      Mostrar mais