Olhar Digital

Facebook
Divulgação
Facebook toma medidas para combater desinformação


Em tempos de debate envolvendo fake news e redes sociais , o Facebook anunciou que passará a verificar a identidade por trás de contas de alto perfil - ou seja, com alto poder de influência - nos Estados Unidos, a fim de evitar a disseminação de informações falsas e adulterações.

"Queremos que as pessoas se sintam confiantes em saber quem está por trás do conteúdo que está visualizando no Facebook", explicou a empresa em comunicado oficial. "Isso é particularmente importante quando o conteúdo é lido por muita gente", completou.

A intenção, segundo o Facebook , é atingir contas que demonstram "comportamentos não autênticos" e cujas publicações começam a se tornar virais rapidamente. Portanto, se um usuário optar por não fornecer sua identidade ou tiver uma identidade que não corresponde à conta vinculada à plataforma, o seu acesso será limitado, assim como a distribuição de suas publicações.

Leia também: Mark Zuckerberg muda discurso e critica checagem de fatos em redes sociais

"Além disso, se a pessoa que postar for um administrador da Página, ela precisará concluir a Autorização de Publicação da Página e não poderá postar na Página até que a conta seja verificada através do nosso processo de Autorização de Publicador da Página existente", continuou o Facebook.

A empresa ainda ressaltou que, mesmo assim, as identidades serão armazenadas de forma segura e não serão divulgadas se o usuário assim preferir.

O anúncio surge paralelamente ao decreto que o presidente dos EUA Donald Trump assinou para questionar a proteção legal a redes sociais depois que teve tuítes classificados como "potencialmente enganosos" pela própria plataforma.

    Veja Também

      Mostrar mais