Olhar Digital

fones de ouvido qualcomm
Unsplash/Barrett Ward
Fones de ouvido sem fio podem ajudar pessoas com perda auditiva

A Qualcomm anunciou nesta quinta-feira (22) uma parceria com a empresa Jacoti , especializada em tecnologia de áudio, focada em atender necessidades auditivas. O software de aprimoramento da companhia será utilizado com chips da série QCC5100, disponíveis para fones de ouvido sem fio TWS (True Wireless) e headsets Bluetooth .

A parceria entre as duas empresas visa levar aos fones de ouvido assistência auditiva com personalização e recursos de segurança. O software da Jacoti realiza um teste avançado de audição que usa vários tons de frequência para estabelecer o volume ideal de acordo com a audição do usuário.

Desta forma, será possível criar dois audiogramas, sendo um para o ouvido esquerdo e outro para o direito. Eles personalizam individualmente os canais de áudio de acordo com os dois níveis de audição e, então, regulam o volume das frequências.

O software da Jacoti ainda é capaz de interceptar o som de entrada antes que ele alcance o ouvido do usuário, e assim ajusta as frequências que podem compensar deficiências auditivas . Ele também faz com que frequências que podem causar mais danos à audição sejam "filtradas".

Tecnologia está em testes

Em comunicado, o vice-presidente de voz, música e dispositivos vestíveis da Qualcomm , James Chapman, diz que tecnologias como estas podem "diferenciar e enriquecer a experiência do usuário". "Ao trabalhar com a Jacoti, estamos tornando a tecnologia de personalização e aprimoramento auditivo mais acessível do que nunca", disse.

Jacques Kinsbergen, CEO e fundador da Jacoti, reafirma que a combinação das tecnologias favorece todos usuários. Mas acrescenta que isso pode favorecer o mercado com soluções "acessíveis e econômicas para pessoas com problemas auditivos em todo o mundo".

"Acreditamos que a perda auditiva é uma condição médica e um desafio para o consumidor e, portanto, precisa de uma solução voltada para o consumidor e orientada para o consumidor", acrescentou Kinsbergen. Atualmente, a tecnologia vem sendo testada por fabricantes parceiros e a expectativa da Qualcomm é de que os primeiros dispositivos compatíveis sejam lançados já em 2021.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde ( OMS ), um terço da população global com mais de 65 anos de idade tem perda auditiva incapacitante e mais de um bilhão de adolescentes e adultos correm risco de perda auditiva . No relatório State of Play 2020, da própria Qualcomm , 40% dos consumidores entrevistados informaram que se interessam por fones de ouvido que podem fornecer assistência auditiva automática.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários