Instagram criou figurinhas para o Ramadan
Reprodução/Instagram
Instagram criou figurinhas para o Ramadan

O Instagram lançou um pacote de figurinhas que podem ser usadas no Stories para comemorar o “ Ramadan ” (que pode ser grafado como Ramadã ou Ramadão), o mês sagrado do calendário islâmico. A rede social disponibilizou três imagens produzidas pela artista Hal Al-Abbasi, nascida no Bahrein.

Durante o Ramadan, os mulçumanos focam na reflexão e devoção a Alá, a figura a quem se deve maior devoção na religião islâmica. Neste ano, a comemoração começou no dia 13 de abril e seguirá até 12 de maio. Durante esses 30 dias os fiéis se abstêm de algumas comidas, bebidas, fumo e sexo, do nascer ao pôr do sol. Na tradição, também é essencial que os muçulmanos deixem de lado calúnias e fofocas e até o uso de perfume no período.

Você viu?

Para homenagear a época sagrada, o Instagram disponibilizou três figurinhas diferentes. Uma delas mostra o chá com tâmaras, outra traz uma mesquita com o céu estrelado ao fundo e a lua crescente em destaque, e a terceira apresenta a lua crescente e as estrelas. Todas as imagens fazem referência a costumes e símbolos sagrados da religião islâmica.

Ao utilizar as figurinhas do Ramadan, as publicações são levadas a um espaço de destaque no perfil de todos os usuários. Essa atenção especial leva muitos influenciadores a utilizarem as figurinhas para conseguirem maior visibilidade, o que não está sendo visto com bons olhos por muitos usuários da rede social de Mark Zuckerberg .

Como usar as figurinhas do Ramadan no Instagram

  • Abra seu aplicativo do Instagram que está disponível para celulares com sistema operacional Android e iOS, ou pelo site oficial da rede;
  • Escolha a foto ou vídeo que deseja postar no Stories e clique no ícone de figurinha;
  • Decida qual figurinha utilizar e a posicione em seu clique.

Lembre-se que as figurinhas se tratam de uma homenagem a uma época sagrada de uma religião . Caso decida utilizar uma delas, coloque em prática o respeito aos costumes e crenças que desconhecemos.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários