Jimmy e sua dona, Rachel Hick
Reprodução/VetsNow
Jimmy e sua dona, Rachel Hick

Não são raras histórias de produtos da Apple que, mesmo após passarem pelas situações mais adversas , continuam funcionando muito além do garantido pelo fabricante. Uma jovem inglesa agora tem uma história dessas para contar graças à “gulodice” de seu Golden Retriever, Jimmy.

Rachel Hick, de 22 anos, estava se preparando para dar um petisco de páscoa para o animal quando ele, animado, pulou sobre ela e derrubou no chão o estojo com seus AirPods , que estava em um bolso. E antes que ela pudesse reagir, o cão engoliu o estojo inteiro. “Ele me olhou logo em seguida com aquela cara de ‘esse não era o petisco, era?'”, disse Hick ao Vets Now, clínica que retirou o dispositivo do animal.

Preocupada, ela levou o cão à clínica veterinária, onde um exame de raio-X constatou que o estojo com os fones de ouvido estava no estômago do animal. Preocupado com a possibilidade do objeto causar uma obstrução intestinal, além do risco de vazamento das baterias, o veterinário de plantão decidiu que a melhor opção seria operar Jimmy.

Você viu?

Para surpresa de todos, o estojo com os AirPods saiu intacto, sem sequer uma marca de dentes, com os fones dentro e a luz indicadora de carga ainda acesa. Algumas horas mais tarde, após uma boa limpeza, Rachel descobriu que tanto o estojo quando os AirPods funcionam perfeitamente.

“Jimmy é um bom garoto e tem sorte de que seus donos agiram tão rapidamente. Ácido de bateria é altamente perigoso para os cães, assim como objetos grandes, especialmente se passarem pelo intestino”, disse o veterinário.

O guloso cãozinho se recuperou bem da cirurgia, e passou alguns dias com um cone no pescoço para não lamber a ferida. “Fiquei tão preocupada com ele, e a história certamente serve de aviso a outros donos de cães. Não acredito que os AirPods ainda funcionam. Eles foram bem limpos!”, diz Rachel.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários