Plataforma de jogos pode chegar a carros da Tesla
Reprodução
Plataforma de jogos pode chegar a carros da Tesla


Lembra quando Elon Musk , no início do ano, falou que eventualmente seria possível jogar títulos como The Witcher 3 e Cyberpunk 2077 nos carros elétricos da Tesla ? Ele levou a sério. Durante a Computex 2021, a fabricante de processadores e placas de vídeo Advanced Micro Devices, Inc ( AMD ) confirmou que irá ser a responsável por tornar isso possível.

E, ao que parece, o sistema de jogos que será implementado nos novos Model S e Model X terá um processador AMD Ryzen e uma unidade de processamento gráfico (GPU) RDNA 2 integrados.

“Já temos um processador AMD Ryzen AMD alimentando o sistema de infoentretenimento nos dois carros, assim como uma discreta gráfica RDNA2 preparada para entrar em ação quando forem iniciados grandes jogos, fornecendo um total de 10 teraflops de poder de processamento”, disse Lisa Su, CEO da AMD. “Estamos ansiosos para oferecer aos jogadores uma ótima plataforma para jogos AAA (termo para games com maiores orçamentos)”.

Ainda de acordo com a empresa o “videogame dentro do sistema de infoentretenimento” de 10 teraflop deve ser tão poderoso que, teoricamente, deve perder por pouco para um PlayStation 5 (PS5) – isso faz sentido, já que as GPUs RDNA 2 da AMD também estão por trás do console da Sony (10 teraflop) e dos Xbox Series X e S (12 teraflop).

Você viu?

Porém, de acordo com Su, os gráficos proporcionados pela GPU serão ativados somente quando você estiver jogando algo que exige “uma tonelada de energia”, um “malabarismo” semelhante à maneira como alguns computadores fazem atualmente com placas gráficas integradas e discretas. E, pensando bem, faz sentido para os Teslas, já que o motorista não gostaria de diminuir a vida útil da bateria do carro mantendo uma RDNA 2 de alta potência ativa o tempo todo.

Mais detalhes do sistema não foram revelados, porém de acordo com o famoso vazador de informações Patrick Schur no Twitter, a plataforma teria um chip Radeon 6600M com 28CUs e 1792 unidades de sombreador – em comparação com os 36CUs e cerca de 2.304 unidades de sombreador da GPU RDNA 2 no PS5, que também afirma ser um console de 10 teraflop. Embora não seja exatamente igual, é basicamente a mesma tecnologia, mas com um número menor de núcleos na mesma estrutura de GPU, ou seja, devemos esperar um desempenho um pouco menor de um Tesla em comparação com o console da Sony .

Apesar de ter sido confirmado que este videogame integrado nos carros da Tesla terá componentes da AMD, a performance final irá sempre ficar muito dependente da plataforma de software . Recentemente, um anúncio da montadora relatou estar à procura de programadores Linux , deixando a pista de que a plataforma poderá ter como base este sistema operacional.

E venhamos e convenhamos: Linux nunca foi popular por ser uma boa opção no que diz respeito a jogos. Por isso, será interessante ver o que a gigante dos carros elétricos planeia fazer para conseguir oferecer aos motoristas a melhor experiência de games possível.

Mas, afinal, por que alguém precisa de gráficos com qualidade de console no carro? Por um lado, o proprietário de um Tesla pode querer se divertir um pouco durante o almoço ou uma longa sessão de carregamento do veículo. E lembrando que os modelos possuem duas telas: uma de 17 polegadas na frente e uma menor na parte traseira para os passageiros. Portanto, mesmo que o motorista não tenha muito tempo para jogar , há uma boa chance de que o pessoal do banco de trás o faça.

De qualquer forma, Musk tweetou no último sábado (29) que o novo Model S Plaid , que inclui o sistema AMD, começará a ser entregue a partir do dia 10 de junho.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários