Hackers invadiram o sistema da EA
Unsplash
Hackers invadiram o sistema da EA



Hackers roubaram 780 GB de dados de jogos da Electronic Arts (EA), com arquivos supostamente incluem o código-fonte de FIFA 21  e da engine Frostbite, que alimenta títulos como The Sims  e Battlefield . A EA confirmou que sofreu um ataque, mas garantiu que nenhum dado de jogadores foi obtido.

"Estamos investigando um recente incidente de intrusão em nossa rede, onde uma quantidade limitada de código-fonte de jogo e ferramentas relacionadas foram roubados", afirmou a empresa em comunicado à imprensa. "Após o incidente, já fizemos melhorias na segurança e não esperamos nenhum impacto em nossos jogos ou negócios", completa a nota.

Os hackers publicaram parte dos códigos em fóruns clandestinos. Nessas postagens, os criminosos afirmam que roubaram o código-fonte de FIFA 21 , bem como o código de seu servidor de matchmaking. Outras informações roubadas incluem estruturas proprietárias da EA e kits de desenvolvimento de software (SDKs) que agilizam a criação de jogos .

Você viu?

O objetivo dos criminosos é vender o pacote de dados. “Vocês têm capacidade total de exploração em todos os serviços da EA”, afirmam os hackers. “Estamos trabalhando ativamente com os encarregados da aplicação da lei e outros especialistas como parte desta investigação criminal em andamento”, reforçou a Electronic Arts.

Outras vítimas

No início de 2021, diversos dados da CD Projekt RED foram roubados por hackers, incluindo os códigos-fonte de Cyberpunk 2077  e a nova versão de The Witcher 3  que ainda deve ser lançada em 2021. Assim como no caso da EA, os arquivos chegaram a ser leiloados na  deep web  – e começaram a ser vazados na internet.

De acordo com o portal  Data Breaches , os hackers estão usando os dados roubados para promover o lançamento de um novo site de vazamentos. O grupo pretende – para quem fizer uma doação “ao fundo”, cuja meta é US$ 10 mil – tornar todos os materiais públicos e fornecer senhas de diferentes arquivos.

Ou seja, a organização vai enviar os arquivos, protegidos por senha, para os usuários que colaborarem com o fundo para a criação do novo site. Após a “doação”, os contribuintes recebem acesso aos ativos e ao código-fonte de jogos como Thronebreaker, The Witcher 3, The Witcher 3 RTX (nova versão para  PlayStation 5Xbox Series X/S ) e Cyberpunk 2077 para poderem usar os dados como bem entenderem.

Para provarem que realmente possuem todos os dados, o grupo liberou o kit de desenvolvimento de software dos jogos (SDK) para PS4 , PS5, XboxSwitch  sem a necessidade de senha. Além disso, os hackers afirmaram que outras informações como relatórios da empresa, NDAs, documentos de RH e semelhantes serão compartilhados com a imprensa, mas não divulgados de forma pública, “em breve”.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários