Xiaomi Redmi 10
Divulgação/Xiaomi
Xiaomi Redmi 10

A gigante chinesa Xiaomi apresentou nesta quarta-feira (25) os seus números referentes ao segundo trimestre fiscal de 2021. A companhia revela que obteve um ganho de 64% em receita se comparado ao mesmo período do ano passado.

Em vendas, a quantia registrada no período foi equivalente a US$ 13,56 bilhões, superando a previsão inicial dos especialistas. O lucro líquido também foi acima da expectativa, com crescimento de 87,4%.

O resultado positivo foi impulsionado em virtude das sanções dos EUA contra a Huawei, uma das principais concorrentes da Xiaomi no segmento de smartphones. Permitindo que a fabricante também aumentasse a sua fatia de participação no mercado dos celulares Android.

Você viu?

A presença da marca no segmento, segundo a pesquisa da Canalys , cresceu 83% frente ao segundo trimestre de 2020. Ainda sobre celulares, a Xiaomi revela que despachou 52,8 milhões de aparelhos ao varejo, o que elevou a companhia à segunda posição no ranking de vendas de smartphones no mundo, atrás apenas da sul-coreana Samsung.

Por fim, a Xiaomi também anunciou a aquisição da Deepmotion, uma startup de direção autônoma. O negócio foi fechado por cerca de US$ 77,37 milhões. Reforçando os planos da marca chinesa de se tornar uma das pioneiras da área no futuro.

Vale lembrar que a companhia também anunciou para este ano um investimento expressivo de US$ 10 bilhões em veículos elétricos.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários