Com lançamento de dois modelos de baixo custo com Android primeiro no Brasil, Motorola quer conquistar consumidores em busca do primeiro smartphone

Com nenhum lançamento de grande impacto nos últimos meses fora do Brasil, a Motorola anunciou nesta quarta-feira (13), dois novos smartphones que chegam primeiro por aqui. O destaque fica com o Razr D3, o mais avançado da linha, que traz recursos avançados, como processador de 1,2 GHz com dois núcleos, câmera de 8 megapixels que também filma em full HD,  tela de 4 polegadas e NFC (Near Field Communications). O produto chega às lojas nas próximas semanas também em versão com dois chips, por R$ 800.

Motorola Razr D3 chegará ao Brasil na versão com dois chips, por R$ 800
Divulgação
Motorola Razr D3 chegará ao Brasil na versão com dois chips, por R$ 800

A Motorola também lança no País um modelo mais básico, com tela sensível ao toque de 3,5 polegadas e com versão que inclui TV digital.

Chamado de Razr D1, o produto também vem com processador de 1 GHz, mas de apenas um núcleo, câmera de 5 megapixels, Android 4.1 ou Jelly Bean, além de conexões 3G, Wi-Fi e Bluetooth 4.0. O produto chega às lojas nesta quarta-feira (13) com preço de R$ 550, na versão com TV digital e dois chips.

Os produtos também terão versões mais básicas, mas também mais baratas: no caso do Razr D1, o modelo com apenas um chip de operadora e TV custará R$ 500; no caso do Razr D3, o modelo com apenas um chip custará R$ 700.

O Brasil é o primeiro país no mundo a receber os novos smartphones de baixo custo da Motorola -- outros países da América Latina e de outras regiões só receberão os produtos ao longo dos próximos meses. Os novos modelos entram na guerra pelos consumidores que procuram seu primeiro smartphone e disputara mercado com novos modelos da LG, Nokia, Samsung e Sony, que chegam ao Brasil ao longo dos próximos meses.

Atualização garantida

Um dos argumentos da Motorola para vender mais aparelhos que os concorrentes e a garantia de que os novos smartphones receberao a atualizacao para a proxima versao do Android. A empresa, que foi adquirida completamente pelo Google em maio de 2012, ainda não divulgou previsão de quando a nova versão será oferecida para os produtos.

De acordo com os executivos da Motorola, a atualização que os aparelhos receberão não será para a versão 4.2 ou Jelly Bean do Android, a última lançada pela empresa, mas para a próxima versão do sistema operacional, que ainda não foi anunciada pelo Google.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.