Projeto indica que empresa poderá criar centrais para a entrada e a saída de drones usados nas entregas; prédios também preveem área para caminhões

Brasil Econômico

Amazon espera levar pelo menos uma torre voltada para os drones em cada cidade, informa a
Shutterstock
Amazon espera levar pelo menos uma torre voltada para os drones em cada cidade, informa a "CNN"

O foco da Amazon em entregas com a ajuda de drones parece crescer a cada dia. A empresa registrou nos Estados Unidos a patente para desenvolver uma torre gigante no formato de uma colmeia. O espaço serviria como uma central onde os drones chegariam e sairiam para suas entregas em áreas urbanas. Segundo a rede de notícias "CNN", a empresa espera ter uma torre do tipo em cada cidade.

Leia também: Conheça TEO, o robô criado para que você deixe de passar suas roupas

Registrado em dezembro de 2015 e publicada na quinta-feira (23) pelo Escritório Americano de Patentes e Marcas, o projeto da Amazon conta com diversos desenhos das construções, inclusive a "colmeia", um prédio semelhante a um cilindro com vários espaços para a entrada e a saída dos drones . A área térrea das construções prevê a criação de garagens para entregas tradicionais por meio de caminhões.

Patente da Amazon conta com renderizações diferentes com a ideia da empresa para as centrais de drones
Reprodução
Patente da Amazon conta com renderizações diferentes com a ideia da empresa para as centrais de drones

Leia também: Instagram pode liberar recurso de post para grupo fechado de seguidores

A patente  ainda destaca um local para o atendimento dos consumidores, que poderiam retirar pessoalmente os objetos encomendados. O projeto também dá detalhes de como os funcionários da empresa devem colocar as embalagens nos drones usados nas entregas. Como lembra a "CNN', centros de logística não costumam ficar no meio das cidades por conta de seus terrenos amplos.

A ideia da empresa é mudar este cenário, uma vez que os centros usados atualmente nem sempre permitem entregas com a agilidade esperada pelos clientes. Vale lembrar que a patente não significa que a empresa tornará os centros para drones uma realidade. Em muitas situações, os projetos nunca saem do papel. Porém, o registro indica qual caminho a gigante do comércio eletrônico deseja seguir quando o assunto são as entregas.

Leia também: WhatsApp lança atualização para usuários enviarem qualquer tipo de arquivo

Esta não é a primeira patente para a Amazon conseguir usar drones em suas entregas. Em abril do ano passado, a empresa registrou o projeto de um dirigível usado para armazenar os produtos no céu e agilizar as entregas. A ideia de realizar entregas por meio de drones foi apresentada pela companhia em 2013, mas um cliente foi atendido pela primeira vez somente em dezembro do ano passado.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.