Tamanho do texto

Após denuncias de perfis que estavam vendendo opiáceos livremente pelo Instagram, plataforma está 'limpando' as buscas para reduzir o problema

Brasil Econômico

Apesar de ter banido a hashtag #Oxycontin, Instagram ainda tem inúmeras publicações sobre medicamentos
shutterstock
Apesar de ter banido a hashtag #Oxycontin, Instagram ainda tem inúmeras publicações sobre medicamentos

Se você pesquisasse “#Oxycontin”, nome de um analgésico opioide no Instagram acharia pelo menos 30 mil postagens relacionadas à hashtag apareceriam nos resultados. Entretanto, desde a última quarta-feira (11), nenhum resultado foi apresentado para quem fez a pesquisa.

Leia também: Zuckerberg pede desculpas ao Congresso americano e anuncia mudanças no Facebook

De acordo com o portal internacional Digital Trends , tudo isso aconteceu porque uma mulher chamada Eileen Carey denunciou por anos diversos perfis que estavam vendendo livremente opiáceos pelo Instagram . Agora, a plataforma está 'limpando' as buscas.

Em declaração, a rede social confirmou que as hashtags relacionadas aos medicamentos estão sendo tratadas com mais cuidado. Além disso, o porta-voz da empresa também disse que comprar ou vender medicamentos na plataforma é uma prática proibida. “Temos zero tolerância quando se trata de conteúdo que coloca em risco a segurança de nossa comunidade”, disse.

Embora esse tenha sido o posicionamento oficial da companhia, o Digital Trends fez um teste e constatou que ainda há dezenas de milhares de posts relacionados a medicamentos que podem ser encontrados no app.   

Leia também: Uber compra startup de bicicletas elétricas e mostra intenção de entrar no setor

Decisão

Na semana passada, o comissário da Administração de Alimentos e Medicamentos, Scorr Gottlieb, convocou diversas empresas, entre elas o Facebook, para falar sobre as atividades ilegais que acontecem nas plataformas.

Durante o encontro, Gottlieb apontou que as companhias estão relutantes em assumir um papel mais amplo de policiamento, mas que, essas propagandas e respectivas vendas são amplamente ameaçadoras para os usuários de redes sociais.

Vendas no Instagram

O Instagram anunciou em março, o lançamento de um recurso de compras na rede social, que facilita o processo de venda de produtos no Brasil . Com essa atualização, as lojas conseguem macar itens disponíveis aos clientes em suas publicações orgânicas. 

Ao todo, mais de 200 milhões de contas visitam um ou mais perfis comerciais diariamente. Este novo recurso do Instagram funciona como uma vitrine para que as pessoas possam explorar e conhecer novos produtos das empresas que elas seguem. A funcionalidade vinha sendo testada desde o ano passado nos Estados Unidos.

Leia também: YouTube e Google são acusados de coletar ilegalmente dados de crianças

    Leia tudo sobre: instagram