Tamanho do texto

Comprada pelo Facebook em 2012, plataforma também pretende usar algoritmo para definir exibição de fotos e vídeos

Instagram pretende alterar timeline e exibir conteúdos mais relevantes para o usuário
Divulgação
Instagram pretende alterar timeline e exibir conteúdos mais relevantes para o usuário

Depois de anunciar alterações na timeline, o Instagram decidiu voltar atrás e adiar as mudanças. Comprada pelo Facebook em 2012, a plataforma planeja adotar a organização de conteúdos por meio de um algoritmo responsável por exibir primeiro as publicações mais relevantes para o usuário. Com isso, a rede deixaria de utilizar a ordem cronológica de forma gradual nos próximos meses.

Apesar do cuidado, a alteração, que entraria em vigor na terça (29), não foi bem recebida por usuários, que chegaram a fazer uma petição online contra a mudança. No Twitter, o Instagram informou que não realizará mudanças neste momento. Entretanto, o anúncio não garante que a timeline não sofrerá alterações no futuro.

“Nós ouvimos vocês e garantimos que nada será mudado em seu feed neste momento”, informou a rede social. Prometemos avisar quando as alterações forem lançadas de maneira ampla", explicou a plataforma.

De acordo com o Instagram, um dos motivos para a mudança era o fato de as pessoas não visualizarem cerca de 70% do que é exibido na timeline. De acordo com uma postagem no blog da plataforma, a ordem das fotografias e dos vídeos seria baseada na probabilidade do usuário estar interessado no conteúdo.

O Instagram não é o único a pensar em mudanças no algoritmo da timeline. Além do Facebook, que já organiza publicações por ordem de relevância, o Twitter também pretende introduzir um algoritmo  para exibir conteúdos mais relevantes ao usuário.


    Leia tudo sobre: instagram
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.