Tamanho do texto

Associações de consumidores afirmam que boneca grava conversas; em série da Netflix, personagem é espiado por meio da câmera do notebook

A fabricante de uma boneca infantil está sendo acusada de espionar crianças nos Estados Unidos. Segundo o jornal britânico Mirror, esta é uma preocupação de um grupo de entidades envolvidas em questões relacionadas à privacidade e ao direito do consumidor. As associações afirmam que os brinquedos foram desenvolvidos para coletar áudios de conversas.

+ Sem filas: Amazon cria supermercado em que cliente pode pegar produtos e sair

A preocupação lembra um episódio da série Black Mirror, em que um dos personagens é espiado por meio da câmera do seu notebook e passa a ser chantageado. As entidades acusam a Genesis Toys, responsável pela boneca My Friend Cayla, de usar outro brinquedo, o robô I-QUE, para obter informações particulares. Ambos são parte de uma coleção de brinquedos inteligentes que têm, como principal diferencial, a interatividade.

Para as associações, boneca infringe regulamentação que proíbe
Reprodução/Youtube
Para as associações, boneca infringe regulamentação que proíbe "práticas desleais ou enganosas no comércio"


+ Atenção "stalkers"! Instagram revelará quem faz prints e revê fotos no Stories

Entretanto, a reclamação enviada ao Federal Trade Comission (FTC), órgão regulador norte-americano, diz que os produtos passam bem longe de simples brinquedos infantis. No documento, as associações afirmam que os produtos buscam informações que vão desde as comidas e os programas de televisão favoritos, até o nomes dos pais e das escolas onde as crianças estão matriculadas. De acordo com o site Vocativ, a política de privacidade dos brinquedos prevê a coleta do endereço de IP para determinar a localização.

Para as associações responsáveis pelos documentos, as medidas vão de encontro com um trecho da regulamentação do FTC, que proíbe "práticas desleais ou enganosas no comércio", e com a Política de Proteção Infantil On-line. Há um ano, a Barbie também se envolveu em uma polêmica envolvendo informações pessoais na internet após serem descobertas algumas falhas no aplicativo da boneca que permitiriam o acesso de cibercriminosos. 

+ Seu telefone espiona tudo o que você fala?

Black Mirror

A série apresenta questões que lembram o temor das associações sobre a boneca My Friend Cayla. Criada por Charlie Brooker, Black Mirror conta com episódios sobre a relação da sociedade moderna com novas tecnologias e se tornou um sucesso diferente de outras produções atuais por oferecer capítulos independentes, sem a conexão convencional. Disponível na plataforma de streaming Netflix, Black Mirror foi lançadada em 2011 pelo canal britânico Channel 4.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.