Tamanho do texto

A partir de 17 de janeiro, rede social terá novo formato e usuários não terão a opção de salvar os antigos vídeos cadastrados em suas contas

Serviço passará a se chamar Vine Camera; vídeos curtos só poderão ser compartilhados em outras redes sociais
Divulgação
Serviço passará a se chamar Vine Camera; vídeos curtos só poderão ser compartilhados em outras redes sociais

Conforme anunciado em outubro, o Vine, a plataforma de vídeos curtos do Twitter, será descontinuado em breve . A partir de 17 de janeiro, o aplicativo não permitirá a publicação de novos vídeos, fazendo a plataforma perder o sentido como uma rede social. De acordo com comunicado, o serviço passará a se chamar Vine Camera e seguirá permitindo a criação de vídeos curtos. A diferença é que o resultado deverá ser compartilhado em outros locais.

+ Twitter anuncia transmissão de vídeos ao vivo em 360º pelo Periscope

Segundo a rede social, as publicações "seguirão disponíveis em vine.co para você navegar pelos vídeos incríveis que você criou nos últimos anos". Porém, com o lançamento do novo app, não será possível baixar os antigos vídeos. Os usuários que não quiserem continuar usando o novo aplicativo podem baixar os vídeos publicados no Vine .  A rede social disponibilizou em seu site uma opção para baixar um arquivo com todos os vídeos publicados e os comentários feitos por outros usuários em seu perfil. 

Para baixar os vídeos publicados em sua conta, basta acessar o site da rede social em um computador. Em seguida, selecione a opção "Download your Vines", próximo ao botão de login. A página exibirá uma área para inserir o e-mail e a senha. Na página seguinte, selecione a opção "Request Your Archive".

Após fazer o login no Vine, usuário pode selecionar a opção
Reprodução
Após fazer o login no Vine, usuário pode selecionar a opção "Request Archive", que envia um link para o e-mail

+ Dez vezes em que a internet deu as melhores (e mais hilárias) sugestões de apps

A rede social enviará uma mensagem para o e-mail que você cadastrou na plataforma com um link para download. De acordo com a plataforma, as informações costumam chegar à sua caixa de entrada em até dez minutos, mas, dependendo da demanda, pode levar um pouco mais de tempo.

Crise no Twitter

Apesar de ser uma das redes sociais mais usadas pelos usuários, o Twitter segue no prejuízo. Em seu último balanço, publicado em outubro, a empresa revelou que a receita subiu 8%, atingindo US$ 616 milhões no terceiro trimestre de 2016. A rede social, no entanto, se mantém como uma companhia deficitária, com prejuízo na casa dos US$ 103 milhões. Ao anunciar o fim do Vine como conhecemos atualmente, o Twitter não deu detalhes sobre o futuro dos funcionários do aplicativo.

    Leia tudo sobre: Aplicativo
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.