Tamanho do texto

Vídeo é publicidade em parceria com a 20th Century Fox para a divulgação do filme Logan, mas o resultado pode pegar de surpresa os mais desatento

Brasil Econômico

Garras Wolverine YouTube
Reprodução
Garras Wolverine YouTube

O canal do YouTube  Hydraulic Press Channel é conhecido por destruir objetos usando uma máquina de pressão. Na última quinta-feira (23), o canal publicou um vídeo mostrando o que aconteceria caso o equipamento fosse utilizado para tentar destruir as garras do Wolverine. É claro que tudo não passava de uma publicidade em parceria com a 20th Century Fox para a divulgação do filme Logan, mas o resultado pode pegar de surpresa os mais desatentos.

Leia também: Google divulga vencedores do Prêmio YouTube Carnaval

Na simulação, as garras feitas de uma liga metálica fictícia chamada adamantium, ao serem pressionadas pela máquina, simplesmente atravessam a base e cortam o material. O vídeo do YouTube já teve mais de 1,6 milhão de visualizações. Confira:

Logan

A história do filme, que tem estreia marcada no Brasil para o próximo dia 2, se passa no ano de 2029. Na trama, o protagonista e ex-X-Men Logan, vivido por Hugh Jackman, recebe um pedido para voltar à ativa de uma jovem perseguida pelas sombras, acabando com suas tentativas de se esconder do mundo.

Destruição de objetos na moda

Não é apenas o Hydraulic Press Channel que faz sucesso destruindo objetos na plataforma de vídeos do Google. O canal Mr. Gear também publica vídeos nessa linha, mas utilizando outro método: uma lâmina incandescente. 

Para cortar os produtos, o dono do canal do YouTube usa três maçaricos para esquentar a faca e depois utilizá-la na gravação. Além do smartphone, já foram fatiados objetos como latas de refrigerante, isqueiros, bolas de elástico e rolos de papel higiênico.

O canal MrGear, anteriormente, era todo baseado em truques, como "três maneiras de abrir um cadeado" ou "três truques impressionantes com um fusível", por exemplo. Após o primeiro vídeo em que usava a lâmina para cortar objetos, o dono do canal voltou a publicar conteúdos semelhantes aos anteriores, mas não conseguiu repetir o sucesso das publicações em que destroi produtos.

Leia também: YouTube decide retirar anúncios incômodos em 2018

Além da faca incandescente, em uma tentativa de variar a maneira de destruir os objetos, o canal do YouTube também publicou um vídeo em que a ferramenta esquentada pelos maçaricos não era uma faca, mas sim uma pequena bola metálica, que, posteriormente, era posicionada acima dos produtos para a observação dos resultados.

    Leia tudo sobre: YouTube
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.