Tamanho do texto

Não basta apenas o investimento em estrutura física e tecnologia, é essencial também que a equipe de profissionais da segurança esteja preparada

Brasil Econômico

O constante medo da violência faz com que seja comum no nosso cotidiano a submissão rotineira de estar sempre alerta. Sistemas rigorosos de cadastros em lugares que talvez nunca mais voltemos, e a vigilância por câmeras são apenas alguns dos exemplos dessa submissão a sistema de vigilância. Tudo isso em prol da sensação de segurança, que tem sido cada vez mais buscada por meio da tecnologia.

Leia também: Facebook mudará seu algoritmo para priorizar reações em vez de curtidas

shutterstock
"Os sistemas eletrônicos são grandes aliados, mas a presença física de uma pessoa bem preparada pode fazer toda a diferença", afirma Amilton Saraiva sobre segurança nos condomínios

O especialista em condomínios, Amilton Saraiva, alerta que antes de tudo isso é necessário que haja um amadurecimento interno sobre segurança , não só emocionalmente por parte dos profissionais, mas também físico, com a avaliação da estrutura de construção do local.

Estrutura

Saraiva garante que é essencial pensar no portão de entrada e saída de veículos e pessoas, uma vez que este é o alvo preferido dos criminosos. Portanto, um sistema de eclusa pode ser muito eficiente, uma vez que é um método com dois portões, onde é possível controlar quem entra e sai do condomínio.

Profissionais

Mas também não adianta um sistema robusto técnico se não há profissionais instruídos à altura. O especialista aponta que grande parte dos assaltos, roubos e furtos acontecem por despreparo ou desatenção da portaria – ou são evitados por causa deles.

Leia também: Dicas para ter vantagens ao usar os aplicativos para serviços de beleza

Vale ressaltar que atualmente boa parte dos mecanismos tecnológicos de segurança depende do funcionamento da energia e às vezes da internet. Então é essencial que os sistemas de segurança tenham um suporte que garanta a sua funcionalidade nessas ausências.

Portão vazado ou fechado?

A simples escolha de um portão pode fazer a diferença na segurança de quem está do lado de dentro. Em um post realizado em um site de notícias foi apontado as vantagens e as desvantagens do portão vazado. As primeiras dizem que o modelo garante que o morador tenha visão do que está ocorrendo do lado de fora de sua casa, da mesma forma que os vizinhos – ou quem passa pela rua – podem observar se existe alguma movimentação estranha na sua casa.

Já os pontos negativos também dizem respeito a essa “observância” do outro perante a sua residência. Um portão fechado permite que pessoas de fora não saibam se tem alguém dentro de casa, qual carro fica estacionado na garagem, entre outras informações.  Com isso, a  dica do post é que caso você opte pelo modelo fechado, busque por um sistema eficaz de segurança que permita a visualização da parte frontal da residência. 

Leia também: Brasil está entre os dez países que mais utilizam as reações do Facebook

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.